24 de fevereiro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
COTOLENGO
Projeto

Rio Brilhante obtém sucesso de controle populacional de cães e gatos

11 março 2015 - 09h40Editor
O projeto já distribuiu mais de mil doses de injeções anticio o que gera uma projeção de no mínimo quatro mil animais nascidos a menos em nosso município no ano de 2014, e no ano de 2015 pretende-se aumentar estes números.
O projeto já distribuiu mais de mil doses de injeções anticio o que gera uma projeção de no mínimo quatro mil animais nascidos a menos em nosso município no ano de 2014, e no ano de 2015 pretende-se aumentar estes números. - Divulgação

O projeto já distribuiu mais de mil doses de injeções anticio o que gera uma projeção de no mínimo quatro mil animais nascidos a menos em nosso município no ano de 2014, e no ano de 2015 pretende-se aumentar estes números, visto que a população vem aceitando e acreditando que a prevenção de cios e ninhadas indesejadas é a melhor maneira de evitar animais abandonados e sofrendo maus tratos, além da diminuição do número de acidentes de motocicletas e transmissão de doenças de origem zoonóticas.

O Médico Veterinário responsável pelo projeto José Baungaertner frisou o sucesso evidente da campanha. Ele disse que atualmente o município possui 8321 animais conforme dados do IBGE, porém sabe-se que o número é bem maior chegando próximo a 12 mil animais, e que se espera nos próximos anos que este número diminua ou estabilize.

Baungaertner ressaltou a importância da conscientização da população que possui animais de estimação, estes merecem cuidados como: vacinação anual contra cinomose e parvovirose, desverminação além do mais importante que é o carinho e respeito para não serem tratados como objetos e abandonados quando ficarem velhos ou apresentarem enfermidades.

CONHEÇA O PROJETO:

INTRODUÇÃO: A grande população de animais domésticos errantes existentes principalmente nas regiões mais carentes do nosso município tem demonstrado um grande problema de saúde pública, já que estes animais podem ser hospedeiros de várias doenças dentre elas as zoonoses: Leishmaniose e Raiva, como também elevado índice de acidentes automobilísticos causados pelo tráfego destes animais em vias públicas, sendo assim torna-se necessário um programa que possa diminuir a população de animais e consequentemente diminuir estes agravantes para a saúde pública.

OBJETIVOS: Diminuir em longo prazo a população canina e felina errante do município.

DESENVOLVIMENTO: A distribuição gratuita de anticoncepcional deverá ocorrer no Departamento de Vigilância Sanitária Municipal cito a Rua Athayde Nogueira, nº. 1033, centro, como já ocorre no projeto de Combate ao Caramujo Africano, onde o morador do município interessado em adquirir a medicação receberia a quantidade de doses correspondente ao número de fêmeas de cães e gatas existentes em sua moradia como também toda informação a respeito do uso da medicação, visto que este tratamento hormonal necessita ser realizado no período correto para surtir efeito.

DOSAGEM E PERÍODO DE USO: Cadela ou Gatas; 1 ml (50 mg de acetato de medroxiprogesterona) dose única; Uma única aplicação, durante o anestro é suficiente no controle do estro por um período de 6 meses ou mais; O reaparecimento do cio é variável e ocorre em média após 10 meses (variação de 5 a 22 meses); Recomenda - se verificar a fase do cio do animal, com um médico veterinário, através de anamnese, esfregaço ou toque vaginal; Em Cadelas, aplicar de 3 a 5 meses após o cio ou 20-30 dias antes do cio esperado, na fase do anestro; Em Gatas, aplicar de 3 a 6 semanas após o cio ou uma semana após desmame dos filhotes; Recomenda - se acasalar as fêmeas somente após o retorno do segundo cio.

Maestro João Carlos
PMCG