17 de julho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPO GRANDE EXPO
RÁDIO

Se não cuidada paralisia infantil pode levar à morte, explica urologista

10 julho 2018 - 11h20 Por Da Redação

O urologista Jamal Mohamed Salem esteve na manhã de hoje (10) nos estúdios do programa Giro Estadual de Notícias e comentou sobre o perigo de doenças como a paralisia infantil, tuberculose e sarampo.

O médico urologista explicou que a paralisia, conhecida também como poliomielite, é uma doença infecciosa grave, que pode causar paralisia permanente, afeta crianças, mas também pode surgir em idosos e adultos com o sistema imunológico enfraquecido. Para se imunizar da doença é fundamental que o indivíduo faça o uso da vacina, que pode ser feita a partir da 6ª semana de vida, dividida em 5 doses.

Os pais devem ficar alertas com os sintomas como dor de garganta, cansaço excessivo, dor de cabeça e febre, podendo, por isso, ser facilmente confundida com uma gripe. Ao identificar esses sintomas é fundamental procurar o médico mais próximo. Salem alertou ainda para os sintomas da tuberculose, doença infecta-contagiosa causada por uma bactéria que afeta principalmente os pulmões, mas que também pode atingir outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

A doença é causada pela infecção da Mycobacterium tuberculosis ou Bacilo de Koch (BK). A transmissão da tuberculose é direta, de pessoa a pessoa, portanto, a aglomeração de pessoas é o principal fator de transmissão. A pessoa com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso e podem ser aspiradas por outro indivíduo, contaminando-o.

Para finalizar, Jamal Salem comentou sobre a volta do sarampo, doença infecciosa aguda, viral, transmissível, extremamente contagiosa e muito comum na infância. Os sintomas iniciais apresentados pelo doente são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular e corrimento do nariz. A transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração, por isso a facilidade de contágio da doença. A doença é transmitida na fase em que a pessoa apresenta febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e dura até quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas.

Quer assistir ao próximo programa? Sintonize o Giro Estadual de Notícias, segunda a sexta, das 07h30 às 08h30, pelo acritica.net e para as seguintes rádios de MS:

RÁDIO MARABÁ FM 93,9 – MARACAJU

RÁDIO BAND FM 104,7 - FÁTIMA DO SUL E REGIÃO DE DOURADOS

RÁDIO MONTANA FM 89,9 - INOCÊNCIA E REGIÃO DO BOLSÃO

RÁDIO SERRA FM 106,5 - RIO VERDE

RÁDIO SERRANA FM 88,7 – NIOAQUE

RÁDIO BAND FM 88,5 – PARANHOS

Clique no botão PLAY, no centro da imagem acima, e confira a entrevista.

João Bosco e Banda
PI SENAR MS 2018 centroexcelencia full-banner 940x100px