21 de abril de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SEGOV/ENTREGAS B
POLÍCIA

Integrar carreiras de perito criminal e papiloscopista gera economia e eficiência

5 fevereiro 2019 - 10h54 Por Da Redação

Nesta terça-feira, (5), é comemorado o dia do Papiloscopista no calendário municipal. Para falar sobre as atribuições da categoria, a perita lotada no instituto de identificação Danielle Bueno esteve no estúdio do programa Giro Estadual de Notícias na manhã de hoje.

Ontem (04) o Sindicato dos Papiloscopistas e Peritos Oficiais de Mato Grosso do Sul (SINPAP/MS) realizou na Câmara de Campo Grande palestra que abordou a relevância da inclusão da Perícia Papiloscópica no rol do quadro das Perícias Oficiais Forenses e as vantagens da unificação das carreiras de Perito Papiloscopista e Perito Criminal em Mato Grosso do Sul.

Danielle Bueno explicou que Peritos Papiloscopistas são especializados em materializar provas técnicas ou provas periciais papiloscópicas, mediante a análise científica de vestígios deixados em práticas de delitos. Dentre as principais tarefas dos Papiloscopistas estão o levantamento de impressões papilares em locais de crime, que são analisados e interpretá-los em laboratórios, realizar perícias papiloscópicas e proceder a diligências necessárias. Colher impressões digitais em pessoas vivas ou em cadáveres, para fins de identificação papiloscópica civil e criminal, entre outros, também parte da rotina dos profissionais.

Os Peritos Papiloscopistas também prestam atendimento ao público para a emissão de carteiras de identidade, atestados de antecedentes, coleta de impressões digitais para fins de identificação civil e criminal, fornecimento de informações papiloscópicas e de prontuários a autoridades competentes, além da realização de necropapiloscopia, retrato falado, pesquisa de busca, comparação de impressões digitais de classificação datiloscópica.

Atualmente 70% dos crimes passados aos papiloscopistas são resolvidos pela categoria, uma perícia de baixo custo e de muita precisão. 'No estado não há um número suficiente de peritos para atender toda a demanda. São 161 profissionais que atendem todo o Mato Grosso do Sul. Para se ter um atendimento de qualidade seriam necessários 300 papiloscopistas. Estamos esperando concurso para área para suprir as necessidades”, afirmou Danielle.

Nessa segunda-feira, inclusive foi levado até o governo a pauta de integração de carreira entre perito criminal e papiloscopistas, que irá gerar economia nos gastos e maior disponibilidade de servidores. Danielle lembra que atualmente para se descolar até o local do crime são necessárias duas viaturas. Com  a integração das carreiras, apenas uma será suficiente, gerando a evolução da perícia.  De acordo com Danielle, o estado do Espírito Santo fez a integração de carreira, “Deu certo, o objetivo agora é fazer em Mato Grosso do Sul”, disse.

PROGRAMA GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS

Sintonize o Giro Estadual de Notícias, segunda a sexta, das 07h30 às 08h30, pelo acritica.net e para as seguintes rádios de MS:

RÁDIO MARABÁ FM 93,9 – MARACAJU
RÁDIO BAND FM 104,7 - FÁTIMA DO SUL E REGIÃO DE DOURADOS
RÁDIO MONTANA FM 89,9 - INOCÊNCIA E REGIÃO DO BOLSÃO
RÁDIO SERRA FM 106,5 - RIO VERDE
RÁDIO SERRANA FM 88,7 – NIOAQUE
RÁDIO BAND FM 88,5 – PARANHOS

Clique no botão PLAY, no centro da imagem acima, e confira a entrevista.