22 de maio de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
BANNER TCE - Sistema E- Contas (21 a 25/05)
RÁDIO

Entrevista com o Capitão BM Capelão Edilson dos Reis para o Giro Estadual de Notícias

15 maio 2018 - 14h10 Por Da Redação

O Capitão BM Capelão Edilson dos Reis professor, pesquisador e Coordenador de Curso de Prevenção ao Suicídio do Hospital Universitário da UFMS concedeu entrevista nesta terça-feira (15) ao programa Giro Estadual de Notícias, transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação, no qual comenta sobre Depressão, suicídio e abuso sexual.  O suicídio é um fenômeno complexo que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Mato Grosso do Sul juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o Ministério Público Estadual e as escolas particulares criaram plano de ação contra a prática de suicídio entre jovens em todo o MS. O objetivo das palestras é promover a cultura de prevenção ao agravo das patologias mentais que conduz o indivíduo ao suicídio, divulgar o tema da promoção da vida e orientar a comunidade e outros profissionais sobre como identificar pessoas que estão com intenção de suicídio, além de divulgar as atividades realizadas pela Corporação. “Nenhum suicídio é um caso isolado. As pessoas dão sinais. O que precisamos fazer é ver o que esse adolescente está postando nas redes sociais, como ele se comporta, e oferecer apoio”, explica o Capitão BM e capelão Reis. O professor percorre ainda várias escolas públicas do MS, para alertar sobre o abuso sexual que vem acontecendo dentro dos lares brasileiros. Em Campo Grande no último dia 07 de maio, três alunos de uma escola pública no bairro Piratininga relataram a polícia civil que sofriam abuso do professor. Relatos das vítimas indicam que os abusos aconteciam quando pediam algum tipo de orientação ao professor, que foi acusado de passar a mão nos alunos e fazer com que tocassem suas partes íntimas. Uma das crianças moraria próximo à sua casa, o que abriu brecha para abusos. Uma equipe psicossocial da Semed (Secretaria Municipal de Educação) foi mobilizada para atender às crianças. Esses são alguns dos casos de abusos que são relatados, só em 2017 94 notificações de abuso foram registrados, o Professor alerta os pais que devem ficar de olho sempre, e todo cuidado é pouco. 

Clique no botão PLAY, no centro da imagem acima, e confira a entrevista.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

A PM que rendeu um bandido e evitou que ele ferisse crianças e mães à saída de uma escola em Suzano, interior de SP, foi homenageada pelo governador de SP. Você concorda com a homenagem?

Votar
Resultados
TJ MS
MAIO AMARELO CORTESIA