21 de outubro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
GOLPE

Bandidos aproveitam do desespero de pessoas endividadas, para aplicar novo golpe financeiro

17 setembro 2019 - 11h48 Por Da Redação

Um novo golpe vem deixando algumas pessoas apreensivas, e por isso todo cuidado é pouco. Golpistas se passando por financeiras e anunciando nas redes sociais, empréstimo para pessoas com a restrição de crédito, subtraindo uma quantia que elas já não têm.

O delegado e responsável pela 6ª Delegacia de Polícia da Capital, Bruno Urban, informa  que os estelionatários estão aproveitando do desespero das pessoas.

O delegado e responsável pela 6ª Delegacia de Polícia da Capital, Bruno Urban, em entrevista ao programa "Giro Estadual de Notícias"

“Esses marginais estão aproveitando do desespero das pessoas para aplicar este tipo de golpe. Eu venho acompanhado nas redes sociais falsas financeiras que estão na procura pelas suas vitimas, é necessário tomar cuidado”, afirma.

O delegado explica que essas quadrilhas têm um acesso facilitado em sites do Serasa ou SPC para verificar quem está negativado na praça.

“Instituições financeiras são reguladas pelo Banco Central e não entra em contato com você por telefone celular. É um golpe infantil, mas que aproveita do desespero de pessoas que não tem muito”, informa.

A principal e característica do golpe do empréstimo é a exigência de recebimento de uma quantia prévia em troca da liberação do valor a ser emprestado.  A justificativa fica condicionada ao pretexto de que o valor cobrirá as taxas para efetivação do negócio, ou então que servirá para como um “seguro fiança” para contornar a ausência do fiador ou avalista.

O delegado orienta a população a não procurar esse tipo de serviço em redes sociais como Facebook e Instagram.

“Nenhuma instituição financeira vai usar as redes sociais para prestar algum tipo de serviço, seja empréstimo ou para negociar as dividas. O certo é procurar as agencias físicas e falar diretamente com um gerente para que haja uma transparência e segurança ambas as partes”, diz.

Confira aqui a segunda parte do video.

FULL BANNER AL MS
TCE OUTUBRO