Grupo Feitosa de Comunicação
 Redação: +55 (67) 3317-7890
Segunda, 25 de Setembro de 2017 | Desde 1980
BANNER TCE - 11 a 16/09

Entrevistas

Angela Maria Dias de Queiroz – Presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia em MS
Angela Maria Dias de Queiroz – Presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia em MSA Crítica
CUIDADOS NO INVERNO

Quem não se hidrata corretamente também corre risco de contrair viroses e infecções bacterianas

Nessa época proliferam na atmosfera mais vírus e bactérias, por isso é importante se hidratar e a vacinação

Os meses do inverno são de tempo seco em grande parte do território brasileiro. Quando a umidade do ar cai para menos de 30% – o índice ideal, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, é de 60% -, aumenta a incidência de problemas como alergias respiratórias e viroses.

O maior malefício da baixa umidade do ar é a desidratação das células, principalmente da pele e das mucosas. Narinas e olhos ressecados, cansaço e dor de cabeça são sintomas que podem aparecer quando faltam água e sais minerais no organismo. Com o tempo seco cresce a prevalência de doenças como rinite e conjuntivite alérgicas, pois os agentes causadores das alergias – como poeira, poluição e pêlos de animais – ficam mais tempo suspensos no ar.

A pneumologistaAngela Maria Dias de Queiroz – atual presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia em Mato Grosso do Sul - alerta para alguns cuidados que as pessoas devem tomar nessa época do ano. A médica ressalta que a vacinação contra a gripe é de fundamental importância, porque nesse período surgem mais vírus e bactérias. O fato pode acometer pessoas normais e principalmente aquelas que já tenham problemas respiratórios.

Angela Queiroz explica ainda que a imunização da vacina contra a influenza abrange dois tipos da doença, que podem levar a problemas pneumônicos. Ela esclarece também que como há a possibilidade de propagação de bactérias e vírus, outros tipos de infecções podem aparecer, mas de uma maneira mais simples para quem foi imunizado.

A pneumologistasalienta a importância de se umidificar as narinas, lavando com soro fisiológico, o que vai ajudar o organismo para uma melhor respiração e também na proteção das vias áreas superiores. “A hidratação é muito importante nessa época. As pessoas devem tomar bastante água”, esclarece.

Acompanhe a entrevista:

A Crítica – O mês de julho, começo do inverno, é uma época preocupante para a saúde?

Angela Maria Dias Queiroz – Sim. Por conta da variação térmica, proliferam na atmosfera mais vírus e bactérias. É a época em que os pacientes têm maior propensão a contrair infecções respiratórias, seja de via aérea alta ou via aérea baixa. Explico, abaixo da garganta é a chamada via aérea baixa.

É um mês muito propício a esses tipos de infecções. Por exemplo, os pacientes que têm doença pulmonar, como asma, têm mais crise. Os que têm DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, doença pulmonar que obstrui as vias aéreas e torna a respiração difícil) também sofrem mais. Por isso são importantes as medidas preventivas, para que não agudizem, ou seja, não sofram com crises da sua doença de base. E a população em geral também tem de se prevenir contra isso. Assim, as considerações básicas são as mesmas para todos: não fumar, não beber, fazer uma boa alimentação, se tratar, lavar as narinas. Ao lavar as narinas, hidrata-se a via área superior, o que impede que vírus e bactérias entrem e semultipliquem e infeccionem.  

A Crítica – Esses tipos de cuidados podem ser feitos em casa?

Angela Maria Dias Queiroz – Para lavar a narina deve-se usar soro fisiológico, salina nasal. O hábito de se lavar nariz é uma das medidas mais importantes para que não ocorram as infecções, ou pelo menos minimizar os efeitos delas. Então, ao lubrificar a narina, os cílios de proteção expulsam essas bactérias e vírus e a irritação própria da atmosfera não atinge tanto. As pessoas se preocupam nessa época em tomar água, mas e o nariz fica esquecido. Então, a lavagem de nariz é muito salutar.

A Crítica – Como fazer a lavagem do nariz?

Angela Maria Dias Queiroz – A pessoa precisa de  soro fisiológico e uma seringa de 10 ml. Aplica-se soro em cada narina para a lavagem, aspirando pelo nariz. 

A Crítica – Em época de tempo de seco, muitas vezes durante o sono a garganta resseca. É ideal tomar água na madrugada?

Angela Maria Dias Queiroz – Sim e também lavar o nariz. Nós preconizamos que se lave a narina a cada duas horas, mas sabemos que isso é impossível. Então, orienta-se lavar as narinas quanto mais vezes puder. Isso evita que a obstrução nasal permaneça durante a madrugada. Ao respirar pelo nariz, evita-se a respiração pela boca, que vai deixar a garganta mais seca.

Quais são as outras medidas? As profilaxias, as vacinas. As vacinas são importantíssimas e a população mais cética ou idosa não vê a importância da vacina. A vacina que nós temos é a tetravalente, da influenza, do H1N1 e H2N3. E ao tomá-la, a pessoa fica imunizada para esse tipo de infecção por influenza, que é a pior dos vírus e provoca pneumonia. Muitas pessoas dizem que tomam a vacina e ficam gripadas. Há outros vírus respiratórios, como rinovírus, que também causam gripe. Então, a profilaxia tem de ser antes do período de inverno e isso não significa que ninguém terá gripe, mas pelo menos não terá a gripe complicada com a infecção pneumônica, um fator de risco muito intenso e que leva muitas vezes à morte.

A Crítica – Muitas pessoas no período de temperaturas mais baixas evitam abrir as janelas para não se expor ao frio. Isso é uma rotina preocupante?

Angela Maria Dias Queiroz –Um exemplo:ao chegar ao consultório, não vou ligar o ar-condicionado,  mas abrir as janelas para circular o ar. Em ambientes muito fechados  o ar não circula, isso é um meio de contágio, é ruim. Tem de abrir, pode estar frio, mas muitas vezes tem sol. Pela manhã, o ideal é abrir as janelas, as portas para poder circular o ar. Ficar com janela fechada não é bom, os fungos proliferam nesses casos.

A Crítica – Embora tratar a pele não seja sua especialidade, nessa época ela também resseca. Quais cuidados devemos tomar?

Angela Maria Dias Queiroz –Sim, resseca muito. Como falei: hidratação. Tem de se hidratar o nariz para que os vírus e bactérias que circulam aí fora, o cheiro de cigarro, a poluição do ar, não penetrem dentro da narina. Se os cílios que protegem as narinas ficam paralisados por causa da secura as bactérias entram. O olho sofre muito também e tem de ser lubrificado. Nesse caso deve ser consultado um oftalmologista, mas normalmente essa lubrificação é feita com o lacrima, é uma solução fisiológica. Indica-se tomar água sempre, pois a água hidrata a pele. Ela faz com que o intestino funcione e com que o pulmão respire melhor. Émucolítica, faz com que haja mobilização de secreções pulmonares. Já a pele fica irritada por conta dos banhos quentes e posterior uso de roupas pesadas. A pele tem de respirar e também se hidratar. Para isso o ideal são hidrantes que não sejam muito comerciais, que tenham muita perfumaria. Após o banho, quando for se enxugar, o ideal é deixar a pele mais ou menos úmida para que o hidrante possa penetrar na pele. Isso tudo é muito importante.

Normalmente pergunto para os pacientes qual a cor da urina que expelem. Se a urina estiver bem amarela, é falta de água, desidratação. Então, tem de tomar água até a urina sair branca, aí sim é indicador de que está hidratado.

A Crítica – As pessoas que não têm problemas respiratórios acabam se descuidando nessa época?

Angela Maria Dias Queiroz – Com certeza. Não se agasalham adequadamente, saem à noite sem usar um casaco. Isso também influencia. São coisas primárias e básicas que muitas pessoas não se atentam, principalmente o jovem. Os jovens saem para a balada e não colocam agasalho, aqueles cuidados que a mãe ‘chata’ fala funcionam.

A Crítica – Quais os cuidados a serem tomados dentro de casa nessa época de tempo seco e dificuldade para respirar?

Angela Maria Dias Queiroz – Basicamente aquilo que já disse anteriormente, começa por abrir as janelas. Umidificador é importante e pode ser feito colocando uma vasilha com água, que também funciona para umidificar o ambiente. Tem o ar refrigerado para o tempo quente, e tem aparelhos que fazem calefação. Neste caso, tome cuidado. Não pode manter o ambiente muito quente, tem de ter umbalde de água para poder equilibrar. Em relação ao ar-condicionado são muito importantes a lavagem e limpeza dos filtros.

Comentários
InfoImoveis