08 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
EFEITO ESTUFA

Seminário aborda o impacto do lixo nas mudanças climáticas

O evento alerta sobre as emissões de gás metano, 24 vezes pior do que o gás carbônico para o efeito estufa.

8 dezembro 2015 - 15h37DA REDAÇÃO
O seminário na COP21 fortalece o conjunto de iniciativas que estão ocorrendo com o objetivo de reafirmar a importância do gerenciamento integrado do lixo urbano no Brasil.
O seminário na COP21 fortalece o conjunto de iniciativas que estão ocorrendo com o objetivo de reafirmar a importância do gerenciamento integrado do lixo urbano no Brasil. - Divulgação
HVM

O CEMPRE, Compromisso Empresarial para Reciclagem, organizou juntamente com o Ministério do Meio Ambiente e a Presidência da República, o seminário ‘Gestão Integrada de Resíduos Sólidos com Inclusão Social e Econômica de Catadores – Desenvolvimento Sustentável na Prática e Atento ao Clima’. O evento ocorre na 21º Conferência da ONU sobre mudanças climáticas (COP21), em Paris, França.

A gestão de resíduos sólidos é um dos principais desafios urbanos, relacionado a questões de saúde, mudanças climáticas, poluição do ar, do solo e de recursos hídricos. No seminário serão discutidos os avanços do setor de resíduos sólidos no Brasil a partir da promulgação da Lei Brasileira de Resíduos Sólidos (PNRS), o potencial da gestão adequada do lixo, além da institucionalização da política de inclusão social e econômica de catadores de materiais recicláveis.

Serão apresentados dados que mostram que o fechamento de lixões e a implantação de aterros sanitários contribuem para a redução significativa das emissões de gás metano, 24 vezes pior do que o gás carbônico para o efeito estufa.“O setor empresarial tem trabalhado para colocar em prática o princípio da responsabilidade compartilhada previsto na PNRS, mas o Brasil tem um longo caminho pela frente”, comenta Victor Bicca, presidente do CEMPRE. “Destinando 100% do lixo urbano no Brasil aos aterros sanitários com tecnologia para captação de ao menos 50% do gás metano emitido, reciclando 80% do papel e papelão consumido e reduzindo em 50% do desperdício de alimentos, poderemos diminuir em 74% o total de emissões registrados em 2008”, finaliza.

O seminário na COP21 fortalece o conjunto de iniciativas que estão ocorrendo com o objetivo de reafirmar a importância do gerenciamento integrado do lixo urbano no Brasil. Recentemente foi assinado no Ministério do Meio Ambiente o acordo entre empresas, catadores e governo que promove a reciclagem de embalagens em geral, com a meta de reduzir em 22% a quantidade de embalagens pós-consumo destinadas a aterros até 2017. Foi apresentado também, durante o XI Recicle CEMPRE, seminário sobre gestão de resíduos sólidos organizado pelo CEMPRE, um relatório inédito com os avanços da reciclagem no Brasil.

Serviço:

Seminário Gestão Integrada de Resíduos Sólidos com Inclusão Social e Econômica de Catadores – Desenvolvimento Sustentável na Prática e Atento ao Clima

Data: 9 de dezembro de 2015
Local: 21º Conferência da ONU sobre mudanças climáticas (COP21), Paris, França.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor do lockdown em Campo Grande?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner