14 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Site A Critica x Sebrae - Campanha Venda mais com Whats App
EDUCAÇÃO

Semed participa de divulgação de resultados de programa de segurança nas escolas

O coordenador do Programa, Valson dos Anjos, comenta sobre a importância da ação

12 março 2018 - 10h37
A expectativa é que o resultado final do balanço seja divulgado dentro de seis meses, depois de todos os dados serem contabilizados pelos consultores da CAF
A expectativa é que o resultado final do balanço seja divulgado dentro de seis meses, depois de todos os dados serem contabilizados pelos consultores da CAF - Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande

Desenvolvido através de uma parceria da prefeitura de Campo Grande e o Governo do Estado, o programa “Escola Segura, Família Forte” divulgou durante uma reunião com autoridades e representantes dos executivos municipal e estadual, além de entidades ligadas a segurança pública, um balanço dos primeiros quatro meses de ações.

Durante a conferência, que contou com a participação da secretária municipal de Educação, Elza Fernandes e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o representante e consultor da Corporação Andina de Fomento (CAF), Claudio Ferraz apresentou os primeiros impactos do Programa, que teve início em outubro do ano passado e atualmente atende 29 escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme) com rondas preventivas e ostensivas.

Segundo Cláudio, o Programa já apresentou resultado em apenas dois meses de utilização com a redução de criminalidade nas escolas e entorno delas. “Esse projeto é um piloto de avaliação de impacto que acho que tem importância para o Brasil inteiro, não só no Mato Grosso do Sul. Gestões que estão dispostas a utilizar pilotos para que a gente aprenda o que funciona e o que não funciona é raro, por isso essa iniciativa é espetacular”, disse.

O consultor acredita que a participação de escolas municipais e estaduais possibilita que seja feita uma avaliação mais efetiva do programa.

Para a secretária Elza Fernandes, o “Escola Segura, Família Forte” vem ao encontro com as políticas de parceria das quais a Semed procura estender para melhorar a qualidade do atendimento aos alunos da Rede Municipal de Ensino.

“O projeto é de suma importância para a comunidade escolar e vamos manter a parceria porque beneficia a população de modo geral. Sempre buscamos parceiros nesse sentido. Espero que o Programa amplie esse atendimento, mas estamos muito satisfeitos com o levantamento mostrado”, ressaltou Elza.

Outro ponto destacado pela secretária foi a participação dos pais, que podem relatar aos policiais que realizam as rondas, as ações suspeitas que observam no entorno das unidades escolares.

Para este ano, o programa deverá ser incrementado com palestras que abrangem temas diversos, como drogas e alcoolismo, que devem ser ministradas por autoridades da segurança pública.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Antônio Vieira, acredita que a união das instituições fortalece a educação, além de que o programa apresenta um experimento moderno que no futuro pode gerar um reflexo positivo para a população.

“Buscamos parcerias, um conjunto para proporcionar segurança e educação de qualidade, não só para o aluno, mas também para o professor que está ali na missão. Estas ações poderão refletir na qualidade de vida”, disse Vieira.

O coordenador do Programa, Valson dos Anjos, comenta sobre a importância da ação. “Esse programa foi pensado para fortalecer a autoridade da escola, resgatar os valores e os princípios. Buscamos trazer a melhoria do rendimento escolar para que o diretor trabalhe com tranquilidade sabendo que tem o apoio da segurança pública e de outros órgãos”, frisou.

A expectativa é que o resultado final do balanço seja divulgado dentro de seis meses, depois de todos os dados serem contabilizados pelos consultores da CAF. O programa é atendido com seis viaturas e 20 policiais atuando nas escolas com canais de comunicação por telefone, pelo 190 e por grupos de WhatsApp dos batalhões que atuam na  ação. Atualmente são 62 bairros vigiados pelo Programa.

 

TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola