22 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner - Campanha Doe Sangue 09.08 até 16.08
EDUCAÇÃO

SED e Instituto Ayrton Senna formam parceria para trabalhar as competências socioemocionais no currículo de MS

O evento contou com a palestra “Competências socioemocionais no currículo”, de Ricardo Paes de Barros, economista chefe do Instituto e professor no Insper

15 março 2018 - 17h48
Para o superintendente de Políticas para a Educação, Hélio Queiroz Daher, o seminário é um momento de esclarecimento do trabalho que vem a seguir
Para o superintendente de Políticas para a Educação, Hélio Queiroz Daher, o seminário é um momento de esclarecimento do trabalho que vem a seguir - Foto: Emilia Sbrocco Dorsa

Antes mesmo da homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em dezembro de 2017, Mato Grosso do Sul já desenhava um Regime de Colaboração entre Estado e municípios para a construção de um currículo que possa contemplar os estudantes sul-mato-grossenses, sem distinção entre as redes de ensino municipais, estadual ou privada. Esta semana, esse Regime ganhou mais um aliado: o Instituto Ayrton Senna, expertise em competências socioemocionais e educação integral.

A Secretaria de Estado de Educação (SED) iniciou a parceria com o seminário “Regime de Colaboração: fortalecendo as competências socioemocionais dos estudantes de Mato Grosso do Sul” e recebeu nesta quinta-feira (15), no auditório da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), em Campo Grande, dirigentes municipais de educação, técnicos do órgão central da SED e das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) e redatores do currículo do Estado.

O evento contou com a palestra “Competências socioemocionais no currículo”, de Ricardo Paes de Barros, economista chefe do Instituto e professor no Insper. De acordo com o diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna, Mozart Ramos, competências socioemocionais são o conjunto de habilidades que os educadores precisam ajudar a desenvolver nos estudantes, para que assim eles possam progredir ao longo da vida. “Por exemplo, quando falamos de trabalhar de maneira colaborativa, a colaboração é uma habilidade socioemocional”, explicou.

Secretária Maria Cecília da Motta destaca a importância da parceria com o Instituto Ayrton Senna

A secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta, explica que todos possuem habilidades socioemocionais, mas que é preciso colocá-las como fundamento no trabalho da escola, trabalho que contará com o apoio do Instituto Ayrton Senna. “Hoje é um movimento de sensibilização, mas depois teremos as oficinas e, na hora de escrever nosso currículo, saberemos como ajustar os conhecimentos com as competências socioemocionais”, afirmou.

Para o superintendente de Políticas para a Educação, Hélio Queiroz Daher, o seminário é um momento de esclarecimento do trabalho que vem a seguir. “Queremos que todo o processo seja, do início ao fim, tratado de maneira transparente, porque só assim conseguiremos agregar todos os municípios do Estado neste processo. Garantimos a eles que seriam, o tempo todo, partícipes deste movimento, e hoje é um momento de convencimento, queremos que eles acreditem nesse trabalho, porque quando você acredita, não só participa, como também defende o processo”, destacou.

Parceria

A BNCC para a educação infantil e o ensino fundamental, homologada em 2017, determina que o referencial curricular precisa incorporar a Educação Integral de forma sistemática, a metodologia de ensino precisa determinar como ela deverá ser ministrada, os professores precisam ser formados de forma que tenham as necessárias competências para promover de forma eficaz essa educação e um sistema de monitoramento precisa ser implantado para verificar se os resultados almejados foram alcançados.

Em razão dessa necessidade e dada a expertise do Instituto Ayrton Senna nessa área, o Instituto coloca à disposição do Estado um serviço de assessoramento para a formação da equipe que se responsabilizará pela construção do currículo de Mato Grosso do Sul, de forma a apoiá-los na definição da proposta de Educação Integral que responda às necessidades da rede, da visão de criança, adolescente e jovem que querem formar, de uma matriz de competências que enderece o desenvolvimento cognitivo e socioemocional dos estudantes e, também, de metodologias integradoras como elemento dos subsídios para implantação do referencial curricular.

Após o seminário de mobilização desta quinta-feira, estão previstos para os meses de março e abril workshops com laboratórios sobre os temas relacionados à Educação Integral e ao desenvolvimento intencional de competências socioemocionais de modo integrado ao currículo, à luz da BNCC, além de leitura crítica do texto introdutório do documento.

Instituto Ayrton Senna

O Instituto Ayrton Senna é uma organização sem fins lucrativos que trabalha para ampliar as oportunidades de crianças e jovens por meio da educação. Há mais de 20 anos, a missão do Instituto é desenvolver o ser humano por inteiro, preparando para a vida no século 21 em todas as suas dimensões. Impulsionados pela vontade do tricampeão de Fórmula 1 Ayrton Senna de construir um Brasil melhor, atua em parceria com gestores públicos, educadores, pesquisadores e outras organizações para construir políticas e práticas educacionais baseadas em evidências.

Partindo dos principais desafios da educação identificados por gestores e educadores, o Instituto Ayrton Senna produz, sistematiza e valida conhecimentos críticos para o avanço da qualidade da educação, em um trabalho conjunto com as redes públicas de ensino. Todo o conhecimento produzido é compartilhado com mais atores por meio de iniciativas de formação, difusão, cooperação técnica e transferência de tecnologia.

As ações do Instituto são financiadas por doações, recursos de licenciamento e por parcerias com a iniciativa privada. Considerando iniciativas voltadas para o ensino fundamental e o ensino médio, o IAS em 18 Estados e mais de 660 municípios, apoia a formação de cerca de 50 mil profissionais por ano e beneficiando a educação de mais de 1,5 milhão de estudantes por ano.

 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO