23 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
FULLBANNER-DOE-ORGAOS 1260X120  campanha “DOAÇÃO DE ÓRGÃOS
EDUCAÇÃO

Secretária de Educação destaca valorização das bibliotecas escolares em evento do Proler

10 agosto 2018 - 08h26

Professores da Rede Municipal de Ensino (Reme), em parceria com a Fundação de Estadual de Cultura, iniciaram nesta quinta-feira (9), no auditório do Instituto Mirim, a edição 2018 do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (PROLER).

O evento tem como finalidade a ampliação do direito à leitura, promovendo aos alunos da Rede Municipal condições de acesso às práticas de leitura e escrita críticas e criativas.

No estado, o evento está sem sua 19° edição e este ano terá como tema os 40 anos de Mato Grosso do Sul, abrangendo a literatura e a diversidade cultural. No ano passado foram beneficiados com o programa quatro centros de educação infantil (ceinfs) e sete escolas. ?

Na Secretaria Municipal de Educação (Semed), todo o aparato técnico para desenvolvimento e aplicação do Programa, para os alunos da Reme, fica sob a coordenação e orientação da Superintendência de Políticas Educacionais.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, que participou da abertura do evento falou sobre a importância da biblioteca para a Rede Municipal. “Esse é um momento muito importante para nós que batalhamos principalmente pelas questões relacionadas às bibliotecas escolares. Estamos a cada dia buscando melhorias e sabemos da importância de uma biblioteca dentro da escola para incrementar os projetos pedagógicos”, afirmou.

A secretária ainda destacou que a Semed está empenhada em retomar todas as bibliotecas que estavam desativadas para valorizar a leitura e as atividades de dentro das unidades, tanto que já foram reativadas mais de 70 bibliotecas escolares.

O técnico da Suped, professor Leandro Queiroz, comentou sobre a relevância pedagógica do Proler. “A questão é sempre incentivar a leitura. O projeto promove também escrita critica e complementa a questão pedagógica dentro das escolas. De forma geral, as escolas, a comunidade, as famílias ficam mais informadas”, disse.

Meli Fátima Goes, coordenadora de núcleo de livro leitura e bibliotecas da Fundação de Cultura e do Proler, falou sobre a importância das políticas para o incentivo a leitura. “A escola é o primeiro momento do trabalho de formação de leitores e o evento vai oportunizar a troca e a divulgação dessas experiências e ações”, pontuou.

Este ano o Proler terá a missão de incentivar ações que levem os alunos da rede pública à prática da leitura e da escrita na construção da cidadania.

Na edição anterior foram 400 crianças atendidas, das escolas do campo “Darthesy Novaes Caminha” e “Oito de Dezembro”, “Dr. Plínio Barbosa Martins”, “Professora Eulália Neto Lessa”, “José Mauro Messias”, “Professora Ione Catarina Gianotti Igydio’ e “Elizabel Maria Gomes Salles”. Já os Ceinfs participantes foram “Professor Eloy Souza da Costa”, “José Moreschi”, ‘Bem-Te-Vi” e “Tia Eva”.

PROLER

Órgão do Ministério da Cultura (MIC), o Proler é coordenado pela Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB/SE, em Brasília. O Programa vem sendo desenvolvido no país em parceria com os governos estaduais e municipais. Dentro de suas ações são realizado encontros, formação continuada, oficinas e palestras.

O programa foi criado pelo Decreto nº 519 de 13 de maio de 1992 e pretende ser uma rede referência em valorização social da leitura e da escrita, presente em todo país, com qualidade, diversidade e inovação.

A estrutura do PROLER constitui uma rede de corresponsabilidades não-verticalizada que abrange instâncias políticas, materiais e técnico-teóricas descentralizadas, uma rede permanentemente aberta a novos projetos de leitura com ações inteiramente voltadas ao objetivo de estimular iniciativas autônomas em favor da leitura em diversas regiões do país.

 

 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO