23 de Outubro de 2017 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
LIVRE DESDE FEVEREIRO

Goleiro Bruno pode voltar para a prisão

Procuradoria da República pediu revogação de habeas corpus concedido ao atleta

20 Abril 2017 - 11h40Com informaçoes do R7
O habeas corpus concedido por Mello deu ao atleta o direito de aguardar o julgamento do processo, que o condenou a 22 anos e três meses de prisão, em liberdade
O habeas corpus concedido por Mello deu ao atleta o direito de aguardar o julgamento do processo, que o condenou a 22 anos e três meses de prisão, em liberdade - Divulgação

Os dias de liberdade do goleiro Bruno podem estar contados. Rodrigo Janot, procurador-geral da República, enviou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a revogação da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que soltou o atleta em fevereiro deste ano, após quase sete anos de reclusão.

Segundo Janot, o julgamento vem demorando para ser analisado em segunda instância devido à própria defesa de Bruno, que está retardando o processo. O habeas corpus concedido por Mello deu ao atleta o direito de aguardar o julgamento do processo, que o condenou a 22 anos e três meses de prisão, em liberdade.

Bruno é acusado de assassinato e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samúdio, sua ex-namorada, e sequestro e cárcere do filho, Bruninho, fruto do relacionamento com Eliza. Depois que deixou a prisão, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte e vem defendendo o clube nas partidas da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. 

 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Nas últimas semanas, episódios artísticos foram censurados com o argumento de pedofilia envolvendo crianças, em Campo Grande e em São Paulo. Como você avalia?

Votar
Resultados
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA  - CORTESIA
SEGOV MS - CAMPANHA DOACAO DE ORGAOS