21 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 full banner da campanha da Dengue do Governo
EDUCAÇÃO

Escola Fauzze Gattas implanta projeto “Adote seu Canteiro” e professora lança livro

9 novembro 2018 - 15h05
SONY DSC
SONY DSC

Já conhecida e premiada em vários eventos, por trabalhar com alunos e comunidade com projetos voltados a área ambiental, a Escola Municipal Fauzze Scaff Gattas Filho, realizou nesta manha de sexta-feira (07), dois eventos simultâneo na área ambiental. O lançamento do projeto, intitulado como “Adote seu Canteiro”, que visa oferecer canteiros de hortas para a comunidade e o livro Bichinhos da Horta.

A escola localizada no bairro Nova Campo Grande, área, com mais de 1000 alunos matriculados, esta desenvolvendo o projeto com o objetivo de promover por meio da gestão democrática e engajamento da comunidade junto à horta escolar, a realização de discussões (troca de saberes), estudos e ações que possibilitem o desenvolvimento e transformações no ambiente escolar e da comunidade do entorno.

O projeto irá funcionar dentro da área da escola e será disponibilizado 29 canteiros para o plantio de hortaliças. Ao menos 19 famílias estarão envolvidas no cuidado de 29 canteiros. De inicio 12 já foram adotados, sendo 10 já plantados e outros dois canteiros foram plantados por alunos durante a aula.

Para elaboração dos canteiros e o plantio das hortaliças a escola utiliza alguns insumos, como: composto orgânico, esterco, calcário, pó de rocha e palha. O espaço irá contar com apoio diretamente (ativamente através do manejo do espaço) 35 pessoas, indiretamente (beneficiários através do consumo), ao menos 75 pessoas.

A Escola Fauzze vem implantando diversos projetos, já conhecidos pela população local, como as ações do projeto Horta Escolar e Expansão de Canteiros Verdes, junto às comunidades dos bairros Nova Campo Grande e Jardim Carioca, regiões de origem da maioria maciça dos estudantes da escola.

A ideia do projeto é gerar uma transformação social significativa no contexto escolar nos bairros do entorno, com o engajamento da comunidade por meio de ações integradoras do projeto com a capacitação técnica de pessoal, a colaboração in loco e o subsídio de insumos (mudas e ferramentas) para a criação e manutenção de hortas, melhorando a replicação das ações, na qualidade da alimentação e a geração de renda.

Para a diretora da Escola Fauzze, Tânia Vital, o evento realizado com todos os alunos da unidade levou conhecimento e entrosamento com estudantes, professores e pais das crianças.

SONY DSC

Durante o evento os professores fizeram apresentação de teatro de fantoche e a as crianças apresentaram para os pais também um teatro vestidas com a temática do livro Bichinhos da Horta.

“O evento atingiu o esperado. Reunimos toda a comunidade e o trabalho realizado aqui não é somente a sala de aula, mas também a prática com os alunos nos canteiros. O projeto esta proporcionando para a comunidade também uma nova forma de ganho e de consumo de alimento saudável ”.

Para o marceneiro Alberto Gimenez, pai de aluno que estuda na unidade, o projeto é uma forma de poder passar o tempo, ajudar a escola e ainda contribuir com os alunos na educação.

“Temos um grupo de vôlei que joga na escola e quando temos um tempinho ajudamos na escola. O grupo adotou um canteiro. Estamos plantando mandioca, couve, alface e tomate. A ideia é muito bom pra quem não tem terreno e ainda ensinamos os jovens”.

Para a estagiária da Escola, Brunela Meura, que adotou um dos canteiros do projeto a ideia proporciona a união da família e o consumo de alimentos mais saudáveis. A estagiária esta cuidando junto com sua família um canteiro de 40 metros de extensão.

“Eu resolvi trazer meus filhos e meu marido pra eles verem desde o começo, plantando todos juntos. Nós plantamos pra depois colher e levar pra casa e as crianças valorizarem esse trabalho e esse alimento tão saudável que não possui agrotóxicos”.

Livro

O livro criado pela professora de Língua Portuguesa da Escola, Tânia Souza, reuniu o lúdico, o pedagógico e a preservação do meio ambiente, com poesias que tratam do tema da horta e dos animais que ali existem. A obra oferece leitura do pré ao 9º ano. A ideia de criar o livro veio pela observação ás aulas dentro do projeto da Horta Escolar.

A obra literária traz um guia de orientações aos professores sobre como ler os textos, enfatizando as rimas, além de dar sugestões para que após a leitura, seja abordada a importância e função biológica de cada animal que vive dentro da horta.

“Depois que os alunos fizeram a leitura, tanto eles começaram me abordar no corredor para perguntar sobre o livro e também a questão de saber que alguém que esta perto deles pode escrever, que o escritor não é uma pessoa que esta longe de sua comunidade”.  A professora acredita que sua obra pode contribuir para o crescimento conjunto, tanto para a autora quanto para as pessoas. A Leitura do livro é realizada no espaço da horta da própria escola junto com os alunos.

“Achei muito legal, tem bichinhos que já conheço, como o pulgão a taturana e eu conheço até a minhoca”. Fala o aluno João Daniel Cavalheiro, 4 ano, do pré, que acompanhou a leitura do livro junto com a sua professora.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor das novas exigências feitas pelo futuro governo a Cuba para manutenção dos médicos cubanos no Mais Médicos?

Votar
Resultados
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola