24 de abril de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 Campanha Novos Rumos AL
DEFESA CIVIL

Defesa Civil Estadual monitora alagamentos em Paranaíba e Miranda

A Defesa Civil de Mato Grosso do Sul acompanha pontos de alagamento em Paranaíba e Miranda por conta das chuvas fortes de terça-feira (12.2) e a situação de Coxim, que também sofreu com tempestade.

13 fevereiro 2019 - 11h15
Para evitar tragédias, a Defesa Civil tem um sistema de alerta para celulares cadastrados. Até janeiro, mais de 42 mil aparelhos já estavam cadastrados
Para evitar tragédias, a Defesa Civil tem um sistema de alerta para celulares cadastrados. Até janeiro, mais de 42 mil aparelhos já estavam cadastrados - Foto: Divulgação

A Defesa Civil de Mato Grosso do Sul acompanha pontos de alagamento em Paranaíba e Miranda por conta das chuvas fortes de terça-feira (12.2) e a situação de Coxim, que também sofreu com tempestade.

“Nós entramos em contato com os municípios e estamos fazendo o monitoramento. O importante é que a população tome alguns cuidados no caso de chuva e vento fortes como evitar ficar debaixo de árvores, placas de propaganda e torres de transmissão”, explica o coordenador estadual de Defesa Civil, tenente-coronel QOBM Fabio Santos Coelho Catarineli.

Outra dica é para motoristas evitarem áreas de alagamento, principalmente se o nível da água ultrapassar a altura do meio-fio. Quem estiver a pé também precisa tomar cuidado para não ter contato com a água e nem acabar caindo em um bueiro. “Uma consequência secundária do alagamento são as doenças. As crianças não devem brincar nessa água porque ela fica contaminada pelo esgoto”, alerta.

Para evitar tragédias, a Defesa Civil tem um sistema de alerta para celulares cadastrados. Até janeiro, mais de 42 mil aparelhos já estavam cadastrados. Quem quiser aderir ao sistema e receber um aviso por SMS quando houver risco de desastre basta enviar uma mensagem de texto para o número 40199 com o CEP de interesse.

O mesmo usuário poderá cadastrar mais de um CEP para receber os alertas. Também poderá deixar de receber o serviço quando desejar. A partir do cadastramento, o telefone e o respectivo endereço são automaticamente incluídos na lista de envio dos alertas sempre que houver risco de desastres naturais na região indicada.