Grupo Feitosa de Comunicação
 Redação: +55 (67) 3317-7890
Sexta, 18 de Agosto de 2017 | Desde 1980
campanha 40 anos do Governo do Estado - 11/08 a 21/08
EDUCAÇÃO | Sexta, 11 de Março de 2016 - 09:49

Com apenas 16 anos, estudante é aprovada em medicina pela UFGD

A aluna Fernanda Nantes saiu de Sidrolândia para Campo Grande atrás de seu sonho: passar para medicina na Federal
 
A adolescente explica que começar a se dedicar cedo ao vestibular, ter foco e relaxar são atitudes que contribuem muito para o sucesso na prova
A adolescente explica que começar a se dedicar cedo ao vestibular, ter foco e relaxar são atitudes que contribuem muito para o sucesso na prova / Assessoria

Rosto de “criança” com a determinação de um adulto. Assim é Fernanda da Silva Pereira Nantes, de Sidrolândia/MS, que com apenas 16 anos de idade foi aprovada pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) para um dos mais concorridos cursos do Brasil, medicina.

Estudante dedicada e adiantada nas fases escolares, a aluna que frequentou a rede pública em Sidrolândia, decidiu continuar na educação pública quando se mudou para Campo Grande, no último ano antes do vestibular. Após a escola, Fernanda Nantes chegava às 15h no Colégio Dom Bosco, onde realizava cursinho, e ficava na cabine estudando até o início das aulas às 19h, além de dedicar seus sábados para escrever redações, assistir jornais, filmes, documentários e ler.

Distante dos pais e morando apenas com o irmão em Campo Grande, alguns finais de semana participava de simulados, mesmo voltando para visitar a família. Correria compensada quando soube que havia passado para medicina na UFGD. “Estava em casa, me senti extremamente feliz, eu não acreditava, então liguei para a universidade e para o cursinho confirmarem para mim se eu realmente tinha passado.”

Nesta nova etapa de sua vida, Fernanda tem todo o apoio da família, que se mudará para Dourados para que a menor de idade consiga seguir em frente com seus estudos. “Estou muito ansiosa para as aulas, ganhei alguns livros e já vou começar a lê-los!”, completa a estudante.

A adolescente explica que começar a se dedicar cedo ao vestibular, ter foco e relaxar são atitudes que contribuem muito para o sucesso na prova. “Os professores do Dom Bosco sempre me davam a dica de pensar na qualidade do estudo, não só na quantidade.”, diz Fernanda incentivando outros jovem a se dedicarem para alcançarem seus objetivos. 

Veja Também
Comentários
ShopCar