21 de outubro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
EDUCAÇÃO

Colégios criados com diferentes propósitos lideram rankings de aprovações no Enem

Dados divulgados pelo Inep mostram que o Colégio Militar e o Elite Mace aparecem em 6º e 11º lugar, respectivamente

17 setembro 2019 - 13h15Da Redação
Duas instituições com diferentes meios de ingresso
Duas instituições com diferentes meios de ingresso - Foto: Divulgação

Criado para dar proteção aos filhos de militares mortos na Guerra do Paraguai, os colégios militares são mantidos pelo Exército e desde 1996 tem uma unidade em Campo Grande, por conta da ampla guarnição militar instalada na Capital. Com um nome que ressalta seu propósito, o Elite Mace se instalou no ano passado com a meta de ser o colégio com maior aprovação no Exame Nacional do Ensino Médio. O grupo empresarial Eleva adquiriu diversos colégios em Campo Grande (assim como no Brasil) para criar "uma elite" de alunos aprovados em diversas universidades públicas.

Dados divulgados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) mostram que o Colégio Militar e o Elite Mace aparecem em 6º e 11º lugar, respectivamente. 

O Colégio Militar possui um total de 100% de aprovação nas provas do Enem e vestibulares. No ano passado, 54 alunos se inscreveram para a prova do Enem, 6 para a temida FUVEST (Fundação Universitária para o Vestibular) e 6 para vestibulares próprio das universidades. Todos eles foram aprovados e classificados.  A escola teve alunos com classificações em primeiro lugar como nutrição na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), engenharia da computação na USP (Universidade de São Paulo) e agronomia na UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul).

São 930 alunos matriculados no Colégio Militar de Campo Grande

O colégio Elite Mace também teve um grande aproveitamento em 2018, foram mais de 120 aprovações em universidades públicas no Enem. A escola teve alunos no 1º Lugar em Engenharia Civil, 1º e 2º lugar em Engenharia Civil e 2º lugar em Direito na UFMS.

A instituição possui 600 alunos matriculados no ensino médio

Duas instituições com diferentes meios de ingresso. O Colégio Militar é focado para filhos de militares (quem é transferido de quartel garante a vaga para os filhos) e suas vagas restantes são oferecidas em concurso (para o 6º ano). A exceção fica para casos que chocam. A deputada federal Carla Zambelli (PSL/SP) exigiu vaga, ao comandante do Exército, para seu filho ingressar no Colégio Militar de Brasília sem prestar o concurso. Integrante do partido do presidente Jair Bolsonaro, a deputada alega que no Colégio ele estaria seguro de supostas ameaças que ela recebe. O fato gerou revolta dentre os pais que incentivam filhos a prestar o concurso.

O Elite Mace oferece concurso para bolsas de ensino. Os melhores colocados podem ser contemplados com bolsas de até 90% do valor da mensalidade. As duas instituições focam que seus alunos sejam aprovados em universidades públicas.

Colégio Militar

São 930 alunos matriculados no Colégio Militar de Campo Grande, dos quais 174 são alunos transferidos de outros colégios militares e 10 alunos admitidos por concurso. Para fazer parte da instituição é preciso ser dependente de militares das Forças Armadas e Forças Auxiliares, podendo ser ingresso em qualquer ano do 6º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio, mas caso não seja dependente de militares, a criança participará de no 6º ano do ensino fundamental.

No Colégio Militar não há mensalidade, mas existe uma contribuição da Quota Mensal Escolar fixa nos valores de R$ 236,00 para o Ensino Fundamental e R$ 262,00 para o Ensino Médio.

Elite Mace

A instituição possui 600 alunos matriculados no ensino médio. A mensalidade custa cerca de R$ 1200. O colégio também possui o Bolsão, uma prova que tem o objetivo de dar descontos nas mensalidades com até 90% de desconto.

ABERT
TCE OUTUBRO