22 de janeiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campanha da SEGOV – IPVA 2019
ARTIGO

Por quem seus joelhos dobram?

Á satisfação e à realização pessoal, profissional e espiritual; à salvação que não por intermédio de Deus

26 dezembro 2018 - 11h17Da redação com informações da assessoria
Wilson Aquino é jornalista, professor e cristão SUD
Wilson Aquino é jornalista, professor e cristão SUD - Divulgação

Um amigo tem contado, até para quem não quer ouvir, como saiu do "inferno" para o "paraíso" da noite para o dia, deixando para trás o mundo das drogas, da bebida e da promiscuidade, para viver uma vida digna, útil e saudável para seu mental, físico e espiritual, graças a Deus.

Ele conta que há dois anos, depois de mais uma noitada infernal, no final de uma tarde, quando já se preparava para novas investidas, de drogas e bebidas, que certamente o levariam precocemente à morte, lembrou de sua mãe que lhe contara que dobrava os joelhos todos os dias para pedir a Deus que o salvasse. Que o retirasse daquela vida.

A lembrança do rosto sofrido e cheio de lágrimas de sua mãe deram-lhe um aperto profundo no coração, provocando um sentimento de tristeza e dor, pois tinha plena consciência de que o caminho que trilhava entristecia não só seus familiares como também seus verdadeiros amigos, que há anos tentavam em vão resgatá-lo.

E foi a imagem da mãe, de joelhos, rogando a Deus pela sua salvação, que o levou a um profundo pesar e a proferir, quase em grito, um desafio ao Senhor: - "Deus! se o Senhor existe mesmo, me tire desta vida que não quero mais. Me salve!". Esse amigo conta que no instante seguinte ao proferir essas palavras, seu peito encheu-se de uma força muito grande, nunca antes sentida, e tudo começou a ficar muito mais claro em sua mente e não teve mais nenhum desejo de continuar com aquele ritual de drogas e bebidas que estava prestes a reiniciar.

Desse dia em diante tudo mudou. Houve uma completa transformação de sua vida e se surpreendeu quando percebeu que seu corpo e mente não tinham mais absolutamente nenhum desejo de se drogar. Viu quanta coisa boa poderia fazer, pensar, desfrutar, partilhar, com as bênçãos de Deus, com as quais procurou se aproximar cada vez mais. "O caminho com Deus é maravilhosamente belo – testemunha ele - Hoje enxergo a vida de uma perspectiva muito melhor, mais ampla e segura. Mesmo enfrentando as diversidades, os obstáculos que cabem a todos nós, sigo sempre firme e feliz, pois tenho grandes aliados: Deus, Seu Filho, Nosso Pai e irmão, Jesus Cristo e a presença constante do Espírito Santo. Todos eles estão aí para ajudar quem pedir ajuda" conta com orgulho esse amigo que já conseguiu resgatar inúmeras almas que estavam perdidas, e conduzi-las ao bom caminho a Deus, por intermédio de seu simples testemunho".

Tenho outros amigos que viveram semelhantes milagres de salvação de suas vidas pelas mãos de Deus. Um deles também conta que perdeu precocemente seus pais para as consequências do cigarro e que ele estava seguindo o mesmo caminho. Queria muito parar de fumar e tentou várias vezes ao longo dos anos, usando medicamentos e diversos outros métodos que lhe apresentavam. Nada funcionou. Até que um dia ouviu de um amigo que se ele quisesse de fato parar de fumar, conseguiria se pedisse a Deus, com fé. Resistiu por algum tempo em fazê-lo, até que um dia, no silêncio de seu quarto, dobrou os joelhos e implorou ajuda do Senhor. "Foi um milagre! Deus simplesmente retirou meu desejo de fumar. Era como se eu nunca tivesse colocado um cigarro na boca. Tanto que até o cheiro dele passou a me incomodar. Como sou grato a Deus por isso", conta o amigo.

Cito esses dois casos para testificar que de fato Deus e Jesus Cristo podem nos ajudar em absolutamente qualquer coisa que precisarmos. Basta pedirmos, com fé.

E como dezembro é o mês em que mais o homem dobra seus joelhos para conversar com Eles para que abençoem seus sonhos e metas para um novo ano que se avizinha, oportuno então ressaltar aqui o real poder de Deus, que está ao alcance de todos os que buscam.

Por mais que nos esquivemos, por mais que relutemos em aceitar, mais cedo ou mais tarde, por amor ou pela dor, todos teremos que entender que não existe outro caminho que nos leva à alegria; à verdadeira e duradoura felicidade; à satisfação e à realização pessoal, profissional e espiritual;   à salvação enfim! que não por intermédio de Deus.

*Wilson Aquino é jornalista, professor e cristão SUD