22 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner - Campanha Doe Sangue 09.08 até 16.08

Lançamento da escultura de bronze de Ulysses Serra

11 maio 2018 - 08h30Por Fernando Soares

Quem for à Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL), em Campo Grande, vai dar de cara, na entrada da entidade, com o busto de seu fundador, o saudoso escritor Ulysses Serra, que nos deixou em 1972. A escultura em bronze, feita pelo artista Marcos Rezende, foi inaugurada na noite de terça-feira, em solenidade que reuniu acadêmicos, autoridades e familiares de Ulysses Serra, na sede da academia. Ulysses Serra ficou conhecido nacionalmente pelo livro Camalotes e Guaviras, considerado um clássico da literatura regional, ao ponto da escritora Raquel Naveira, igualar esse livro às obras de grandes nomes da literatura, como Carlos Drummond de Andrade e Fernando Sabino. Para o diretor-geral da Rede MS de Rádio e Televisão, Ulisses Serra Neto, o Noninho, em seu discurso emocionado, relembrou a convivência com o avô, que morreu aos 66 anos e deixou, sua mãe, uma única filha, dona Marli Serra. “Era uma pessoa com muita generosidade e simplicidade. A vida de meu avô era fazer o bem todos os dias, sem olhar a quem. Ele te abraçava só com o sorriso dele”, mencionou. Noninho ressaltou, ainda, ter crescido em uma panela de pressão literária, pois a casa onde morava com os pais e o avô era frequentada por escritores, tais como Germano de Barros que também participou da criação da ASL. Ele lembrou o dia em que seu avô e Germano decidiram fundar a Academia em uma reunião “debaixo de um pé de abacate”. Marli Serra também enalteceu o caráter do pai: “Estou muito feliz. O que acontece aqui, hoje, na Academia de Letras é algo maravilhoso. O principal é que Ulysses Serra era um homem de honestidade”, afirmou. Confira alguns flashes...  

Deixe seu Comentário

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO