14 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Site A Critica x Sebrae - Campanha Venda mais com Whats App
EVENTO

Pais e mães recebem orientações com programa de prevenção ‘Casal Grávido’

O programa de prevenção “Casal Grávido” realizou nos últimos dias 11 e 12 mais uma edição do curso que tem como objetivo prevenir os principais problemas que possam aparecer durante a gestação

17 abril 2018 - 11h10Da Redação
Samuel Benvendo e Camila Casagrande estão esperando o primeiro filho e o pai se convenceu da importância do curso depois de participar
Samuel Benvendo e Camila Casagrande estão esperando o primeiro filho e o pai se convenceu da importância do curso depois de participar - Divulgação

O programa de prevenção “Casal Grávido” realizou nos últimos dias 11 e 12 mais uma edição do curso que tem como objetivo prevenir os principais problemas que possam aparecer durante a gestação. Por meio de palestras e aulas práticas, o programa oferece informações com profissionais de todas as áreas relacionadas à saúde do bebê, como Pediatria, Anestesiologia, Obstetrícia, Enfermagem e acompanhamento nutricional. O programa é realizado em Campo Grande e Dourados. Na Capital, o programa acontece na Clínica da Família, que fica na Rua 25 de Dezembro, 1231, Centro.

A anestesista Amani Mancini é uma das profissionais que palestram no curso e, segunda ela, no último curso, o jejum pré-operatório foi a maior dúvida dos participantes. “Nesse último curso, falei bastante do jejum pré-operatório porque, para as cesáreas eletivas, sofreu uma alteração. Antigamente, o jejum era de oito horas, tanto para alimentos sólidos, quanto para líquidos e isso mudou. Agora, são oito horas para alimentos sólidos e líquidos, sem resíduos, até quatro horas antes do parto. Líquidos sem resíduos são sucos coados, que não tenham poupa, chá, café, isotônicos, etc. Isso diminui bastante a ansiedade da gestante e traz mais conforto, além do que, a paciente vem menos desidratada para nós”, salienta.

Em sua palestra, a pediatra Alessandra Alessi falou sobre os cuidados necessários nas primeiras horas de vida do recém-nascido. “Depois que o bebê recebe alta, que é em torno de 48h, os pais devem ficar atentos com a amamentação, com a limpeza do cordão umbilical, com o banho, a icterícia e as lesões de pele, que são muito comuns no calor. Na dúvida, os pais devem procurar sempre a orientação do pediatra.”, afirma.

Para a obstetra e ginecologista Rubia Borges, o melhor parto é o escolhido pela mãe e, para ela, o “Casal Grávido” oferece todas as informações para que a mulher escolha qual o melhor tipo de parto.

“O melhor parto é o mais seguro, o que dá mais segurança para a mãe. Para umas mulheres o parto mais seguro é o normal, para outras é uma cesariana. A gente precisa dar informações, por isso que acho importante a realização do ‘Casal Grávido’, porque ele oferece essas informações que às vezes, na correria do dia, os casais não têm tempo para se atentar a isso. A informação é a base de tudo e, no curso, nós passamos as informações necessárias para que eles tomem as suas decisões”, conta.

O casal Maria Barros e James de Freitas participou do curso e o pai conta que “o curso é muito bom porque ensina bastante coisa e as profissionais são bem preparadas”.  Já a mãe afirma que achou o curso “excelente, principalmente para mim que sou mãe de primeira viagem. Gostei de muitas coisas que aprendi, principalmente, a parte do banho”.

Samuel Benvendo e Camila Casagrande estão esperando o primeiro filho e o pai se convenceu da importância do curso depois de participar. “Gostei muito do curso, no começo estava receoso de vir, porque eu achava que ela iria aprender mais se apenas ela viesse, mas ela me convenceu a vir e gostei bastante. Eu estava meio desmotivado pra vir, mas fiquei contente em ter vindo e aprendi muita coisa”, analisa.

Já a mãe achou muito bom o curso porque “aprendi bastante coisa, principalmente sobre anestesia, parto e amamentação. São dúvidas comuns para quem são pais de primeira viagem. Achei bastante esclarecedor. Gostei bastante”.

TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola