21 de outubro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PONTA PORÃ

Ministro da Saúde promove vacinação na fronteira com o Paraguai

Ministérios da Saúde do Brasil e do Paraguai lançam ação de vacinação nas fronteiras

13 setembro 2019 - 15h50
Mandetta promove vacinação em conjunto com o Paraguai
Mandetta promove vacinação em conjunto com o Paraguai - GOVERNO FEDERAL

Os ministros da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, e do Paraguai, Julio Daniel Mazzoleni, lançam, na segunda-feira (16), na Praça Lício Borralho, em Ponta Porã (MS), a Semana de Intensificação de Vacinação nas Fronteiras no âmbito do Mercosul. Durante o lançamento será realizada vacinação da população contra febre amarela e sarampo. Em seguida, o ministro Luiz Henrique Mandetta se desloca para o lado paraguaio para ação de vacinação.

No último balanço apresentado pelo Ministério da Saúde, o Brasil registou, entre os dias 5 de maio e 3 de agosto, 907 casos confirmados de sarampo em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A doença circula no país desde dezembro de 2017 e o ressurgimento do vírus, que não era registrado desde 2015, fez o país perder o Certificado de Eliminação do Sarampo, entregue pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).  A doença é altamente contagiosa. Pode ser transmitida pela respiração, tosse ou espirro da pessoa contaminada. 

Quem pode se vacinar são crianças a partir de 12 meses até 49 anos de idade. Todos devem ter, idealmente, uma dose entre um ano e 29 anos e tomar a segunda dose entre 30 e 49 anos. Atualmente, por conta do aumento do número de casos, o Ministério da Saúde recomenda que crianças de seis meses a um ano que residam em municípios onde há transmissão da doença tomem uma dose extra da vacina. Crianças da mesma idade que vão viajar para esses municípios também precisam de uma dose extra.

 

FULL BANNER AL MS
TCE OUTUBRO