11 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju dengue
FIQUE DE OLHO

Diagnóstico precoce é o caminho para o combate ao câncer infantil

O câncer hoje é a segunda causa de morte da criança no Brasil. Quando a AACC/MS foi fundada, as taxas de cura eram de 2%. Hoje são de 67%

30 novembro 2015 - 10h29Suelen Morales
Reprodução/Facebook
FAMASUL - SENAR

Criado há apenas sete anos, o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil (23 de novembro), tem como foco principal redobrar o cuidado com a saúde da criança, promover debates e estimular ações educativas e preventivas relacionadas a doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer infanto-juvenil  é a segunda maior causa de mortes entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Estima-se que 70% das crianças com câncer possam ser curadas quando ocorre o diagnóstico precoce. 

A AACC/MS (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer de Mato Grosso do Sul), realiza desde 2008 o projeto “Fique de Olho pode ser Câncer Infanto Juvenil”, responsável pela capacitação de 4.830 profissionais da saúde em 23 municípios de Mato Grosso do Sul, sendo uma dos principais ações para a redução dos casos da doença.  Atualmente, 67% dos casos de câncer infanto-juvenil em nosso Estado, tiveram cura. Em 1998, ano que foi criada a AACC/MS, este índice era de apenas 2%.

"O projeto é muito importante, pois orienta os profissionais da saúde a ficarem atentos aos sinais do câncer infantil e na dúvida encaminhar imediatamente ao CETOHI -Centro de Tratamento Onco Hematológico Infantil-. Nós lutamos contra o tempo, então o quanto antes a doença for diagnosticada, inicia-se o tratamento e a criança tem chances reais de cura", relata a 1ª vice-presidente da AACC/MS, Therezinha de Alencar Selem.

Ainda de acordo com o INCA,  enquanto em adultos o câncer se relaciona com fatores externos, como, por exemplo, o fumo e a bebida, nas crianças não existe essa evidência. Assim, a prevenção torna-se ainda mais complicada e o foco volta-se exclusivamente para o diagnóstico precoce e o tratamento. Portanto, é fundamental estar atento ao aparecimento de sintomas que podem ser sinais da doença. 

"Uma dor nas pernas nem sempre é devido ao crescimento, um probleminha nos olhos pode ser algo mais grave que o colírio não irá resolver, ou uma mancha roxa que as vezes pensamos que foi de uma queda enquanto a criança brincava. Tudo isso, parece simples mas, são sinais do câncer infantil. A demora no diagnostico ou se o mesmo estiver errado, simboliza tempo perdido, e no combate ao câncer o tempo é imprescindível para salvar a vida da critica. Por isso, eu sempre digo na dúvida procure o especialista." ressalta, Therezinha. 

Única casa de apoio no estado a atender criança e adolescente com câncer, a AACC/MS , presta serviços de acolhimento gratuitamente aos familiares dos pacientes em tratamento, vindos do interior e também de estados vizinhos.  Durante todo o tratamento que dura em média de 2 a 5 anos, as famílias necessitam de acolhimento periódico e também de transporte a todos os locais necessários para o tratamento.

Para isso, a AACC/MS, conta com parcerias, convênios, campanhas, eventos e doações realizadas pela comunidade sul-mato-grossensse. De janeiro a outubro de 2015, a associação acolheu 758 hospedes, sendo 22.255 refeições disponibilizadas e 367 cestas básicas distribuídas. Ao todo, foram feitos 10.106 atendimentos.
 

Procure um especialista caso seu filho apresente:

 

 

 

Banner Whatsapp Desktop
agecom - fullbanner
Cornavirus