22 de janeiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campanha da SEGOV – IPVA 2019
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
POLÍTICA

TSE autoriza força federal no 2º turno das eleições no Tocantins

14 junho 2018 - 11h19

O segundo turno das eleições suplementares para governador e vice no Tocantins, marcadas para 23 de junho, terão forças federais em quatro dos 139 municípios do estado. São eles: Goiatins, Pedro Afonso, Tocantínia e Formoso do Araguaia.

A autorização foi decidida pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão administrativa realizada na manhã de hoje (14). Segundo o Tribunal, os militares atuarão em aldeias indígenas de difícil acesso.

A presença de forças federais tem por objetivo a garantia do livre exercício do voto e manter a normalidade da votação e seu resultado nos lugares onde a segurança pública precisa do reforço. A medida é prevista no Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65, artigo 23, inciso XIV).

“As solicitações aprovadas pelo TSE são encaminhadas ao Ministério da Defesa, órgão responsável pelo planejamento e execução das ações empreendidas pelas Forças Armadas”, diz em nota o tribunal.

No segundo turno, Mauro Carlese (PHS) vai disputar a cadeira de governador com Vicentinho (PR). A eleição ocorreu em razão da cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e de sua vice, Cláudia Lélis (PV), por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014. A nova votação está marcada para o dia 24 de junho.

No primeiro turno, Carlese obteve 30,3% dos votos, enquanto Vicentinho (PR) ficou com 22,2%. Os demais candidatos, Carlos Amastha (PSB) alcançou 21,4%, Kátia Abreu (PDT) 15,6% e Márlon Reis (Rede), chegou a 9,9%.