22 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA SEGOV - HPV -
REFORMA TRABALHISTA

Trabalho intermitente gera dúvida para empregador, que pode ter prejuízo

O trabalho intermitente pode ser por dia , por semana ou por hora uma nova modalidade que resolve o problema da empresa no horário de pico

14 novembro 2017 - 09h30Da Redação
O empregado pode vender  10 dias de férias.
O empregado pode vender 10 dias de férias. - Divulgação

A advogada Claudia Abdul Ahad, especialista em direito do trabalho, e Nilson Pereira,CEO da ManpowerGroup, empresa especializada em recursos humanos, tiram dúvidas de ouvintes sobre as novas regras no mercado com a reforma trabalhista.

O governo vai encaminhar medida provisória ou através de projeto de lei ainda esta semana.  Não se pode fazer contratação pelas novas regras ainda desconhecidas. A principal delas é a livre negociação entre patrões e empregados.

As férias podem ser divididas em três vezes e uma delas podem ter 14 dias. Com a conveniência do empregado. O empregado pode vender  10 dias de férias. Nilson Pereira informa. A empresa poderá terceirizar atividade fim.

O trabalho intermitente pode ser por dia , por semana ou por hora. Uma nova modalidade que resolve o problema da empresa no horário de pico.  Mas o contratado, pode faltar e continuar recebendo. Claudia Abdul Ahad, anuncia. O contratado em tese não deveria faltar ao trabalho, mas poderá falta e contar com o pagamento acordado com o patrão. Ainda de acordo com Claudia Abdul Ahad o empregado será disputado no mercado de trabalho.

As declarações de Claudia Abdul Ahad e Nilson Pereira foram dadas ao jornal da CBN.

Clique no ponto vermelho, no centro da foto e ouça a entrevista

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO