25 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
MACROANEL

Temer quer inaugurar macroanel de Campo Grande ainda em seu governo

O anúncio foi feito pelo ministro Marun após reunião e vistoria nas obras

14 setembro 2018 - 14h06Da Redação/Assessoria
Carlos Marun em renunião com representantes da Prefeitura de Campo GRande e DNIT
Carlos Marun em renunião com representantes da Prefeitura de Campo GRande e DNIT - Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (14), o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, esteve reunido na capital mato-grossense com técnicos do DNIT, da Prefeitura Municipal, da CCR e da empresa responsável pela execução da obra do Macroanel Viário de Campo Grande. O assunto foi a viabilidade de conclusão da obra ainda neste ano.

De acordo com Marun, o Governo Federal pretende fazer um esforço complementar para entregar a população cerca de 15 obras de grande relevância por todo o país até o final de dezembro. Trata-se do programa “Chave de Ouro”, que consiste na conclusão de obras que não seriam entregues neste ano.

A ação é resultado da disposição do presidente Temer de redirecionar recursos para tanto. “O nosso Macroanel é uma obra relevante. Finalmente a nossa capital será circundada por um anel rodoviário completo. Isto vai facilitar a vida de todos aqueles que passam por Campo Grande se dirigindo a outras localidades. Vai também diminuir o fluxo de caminhões nas nossas vias urbanas. O presidente quer entregá-lo à população e já reservou os recursos extras a serem aportados ainda neste ano para este fim. Vim verificar a real possibilidade de que a obra seja concluída, e conclui que pode”, disse Marun.


A maior dificuldade é a implantação da rotatória de ligaçao com a BR-163, na ligação com Cuiabá, em função do impasse com a concessionária para a realização dos investimentos. “Existem condições reais para a conclusão, temos que superar este entrave”, disse Marun ao final da vistoria.

“Precisamos agora definir como e quem pode fazer essa rotatória, haja vista o contrato de concessão (CCR)”, explicou o ministro dizendo ainda que o Governo Federal está preparado para fazer um aporte extra de R$ 8 a 10 milhões. Marun marcou uma reunião na próxima terça-feira (18), em Brasília, com a ANTT para debater o assunto. 

Participaram da reunião o prefeito de Campo Grande Marcos Trad, Marcos Henrique Derzi - superintendente da Sudeco; Thiago Bucker -  Superintendente do Dnit/MS; Rudi Fiorese – Secretário municipal de Infraestrutura e técnicos.

PMCG - CORTESIA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
CORTESIA SEGOV HEPATICE C
tj ms agosto