21 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 Campanha AFTOSA - Novembro do Cliente Governo do Estado.
POLÍTICA

Temer diz que conseguirá concluir mandato e fazer transição civilizada

8 novembro 2018 - 12h00

O presidente Michel Temer afirmou hoje (8) que, apesar de seu governo ter sido “bombardeado”, vai conseguir concluir o mandato e transmitir informações detalhadas para o sucessor. Temer disse que está fazendo uma “transição civilizada e determinada” da sua gestão para a do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

“Estamos fazendo uma transição civilizada e determinada. Temos dois meses para cumprir essa transição”, afirmou Temer durante a abertura do Salão do Automóvel, em São Paulo.

Ontem (7) Temer e Bolsonaro se reuniram em Brasília para selar formalmente o início do governo de transição. Equipes da atual gestão e da que assumirá em 2019 participam de reuniões contínuas, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Durante o encontro, Bolsonaro recebeu um livro, no qual estão o balanço das ações realizadas pela gestão Temer, em dois anos e meio, e as ações programadas. Também recebeu a chave simbólica do gabinete de transição.

O presidente afirmou que está fazendo com Bolsonaro o que gostaria que tivesse ocorrido com ele ao assumir o governo. “Quando chegamos ao governo não encontramos ninguém, começamos do zero. Mas vamos superar essas dificuldades.” Segundo ele, informações contidas nos compuadores estavam apagadas.

Bombardeios

Temer disse que foi “bombardeado” pela “natural atividade oposicionista” e por “tramas que se verificaram para inviabilizar e até derrubar o governo". "Mas cumprimos o mandato”, completou.

O presidente fez um balanço das suas ações, destacando o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) e a redução da inflação.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor das novas exigências feitas pelo futuro governo a Cuba para manutenção dos médicos cubanos no Mais Médicos?

Votar
Resultados
Rubeola
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO