12 de Dezembro de 2017 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SEGOV DETRAN/DESAFINADOS - 08.12 ATÉ 14.12 - PI 319 ORIGEM
ECONOMIA DO CENTRO-OESTE

Recursos para exportações e Saúde são demandas dos governadores do Centro-Oeste

O pedido foi tratado em conjunto com os governadores de Mato Grosso, Pedro Taques, e de Goiás, Marconi Perillo

7 Dezembro 2017 - 09h41
Conforme o governador, o último reembolso do FEX para Mato Grosso do Sul ocorreu em outubro de 2016, mas em montantes que não compensaram integralmente as perdas.
Conforme o governador, o último reembolso do FEX para Mato Grosso do Sul ocorreu em outubro de 2016, mas em montantes que não compensaram integralmente as perdas. - Foto: Divulgação
SEGOV CORTESIA

Em mais uma agenda em Brasília (DF), na noite dessa quarta-feira (6.12), o governador Reinaldo Azambuja se encontrou com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para reforçar o pedido de liberação de recursos do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) para Mato Grosso do Sul. A demanda foi tratada em conjunto com os governadores de Mato Grosso, Pedro Taques, e de Goiás, Marconi Perillo.

Conforme o governador, o último reembolso do FEX para Mato Grosso do Sul ocorreu em outubro de 2016, mas em montantes que não compensaram integralmente as perdas. Para Reinaldo Azambuja, o valor de apenas 5% das operações externas por período é um tratamento injusto dado o esforço exportador de estados e municípios. Considerando esse reembolso ínfimo, o débito acumulado pelo FEX nos últimos sete meses soma R$ 80 milhões.

O FEX foi criado para compensar os estados pelas perdas com a Lei Kandir, que isenta de ICMS produtos de exportação. O recurso desse Fundo é repassado todos os anos pelo Governo Federal aos estados.

Outro assunto tratado no encontro com Padilha foi a liberação de recursos para a Saúde sul-mato-grossense, que somam R$ 45 milhões. O montante, já acertado com o Governo Federal, será utilizado na aquisição de equipamentos e de custeios de hospitais da rede pública. Do montante, R$ 30 milhões serão usados para equipar hospitais de Três Lagoas, Corumbá, Dourados e Campo Grande (Hospital do Trauma e Hospital de Câncer), e o restante para o custeio das unidades públicas de saúde.

 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O assunto mais comentado recentemente foi o discurso do deputado federal Tiririca que disse deixar a vida pública, mas que não renunciou ao mandato e permanece até final de 2018. O que você achou?

Votar
Resultados
REFIS GOVERNO PRESENTE 2 - DE 16.11 ATE 22.11
CORTESIA - CAMARA MUNICIPAL CGR