06 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
DIRETO DO GABINETE

Projeto de Marçal exige aferição de temperatura dos alunos após retorno das aulas

Se aprovado, o projeto tornará obrigatória a aferição de temperatura em todas as instituições de ensino público e privado do Estado

9 julho 2020 - 13h56Flávio Verão
Deputado justifica que a medida vai evitar os eventuais riscos de disseminação da doença
Deputado justifica que a medida vai evitar os eventuais riscos de disseminação da doença - (Foto: Arquivo)
HVM

Com o objetivo de assegurar a implantação de medidas para a detecção da Covid-19 no retorno das atividades presenciais das instituições de ensino em Mato Grosso do Sul,  Projeto de Lei apresentado pelo deputado Marçal Filho (PSDB) quer tornar obrigatória a medição de temperatura a todos os alunos, professores e funcionários.

Se aprovado, o projeto tornará obrigatória a aferição de temperatura em todas as instituições de ensino público e privado do Estado. A aferição deverá ser realizada por meio de medidores de temperatura corporal sem contato.

O projeto dispõe que caso a temperatura aferida seja acima de 37,8°C, a pessoa deverá ser encaminhada para a realização de teste para diagnóstico do novo coronavírus. A medida deverá ser regulamentada pelo Poder Executivo e as despesas decorrentes da aplicação da nova lei, caso o projeto seja aprovado, correrão às dotações orçamentárias das próprias instituições de ensino.

O deputado Marçal Filho justificou que, com a medida na retomada das aulas presenciais, vai minimizar os eventuais riscos de disseminação da doença. “Sabe-se que o ambiente escolar, pelo expressivo número de alunos, professores e funcionários que convivem diariamente, acaba por se tornar local propício à disseminação de doenças contagiosas. Assim, o projeto tem o objetivo de resguardar todos que contribuem para o funcionamento das instituições de ensino”, explicou o parlamentar.

As aulas presenciais na rede pública e privada do Estado continuam suspensas desde a segunda quinzena de março. O projeto do deputado segue para as comissões da Assembleia, para depois ser votado pelos parlamentares. Caso seja aprovado, ainda passa pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)
Cornavirus
agecom - fullbanner