21 de fevereiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
POLÍTICA

Onyx: ministérios terão sistema de autocontrole para combate à corrupção

13 fevereiro 2019 - 20h59

Em meio a suspeitas do uso de candidaturas laranjas no PSL, partido de Jair Bolsonaro, na última eleição, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou que os ministérios passarão a ter um sistema de autocontrole para combate à corrupção com objetivo de "dar o exemplo" para a sociedade. A experiência começará, num primeiro momento, a ser testada nas pastas da Agricultura e da Saúde. Se der certo, será estendida para os demais ministérios.

"Como trabalhamos para dentro? Aqui vem uma novidade que estamos trabalhando há várias semanas junto com a Controladoria Geral da União (CGU) e Advocacia Geral da União (AGU): dois ministérios muito grandes se voluntariaram, o da Saúde e da Agricultura, e deveremos implantar em cada um deles duas unidades de integridade e combate à corrupção", anunciou Onyx durante palestra em seminário promovido pela Revista Voto.

Ele explicou que a ideia é fazer uma "experiência piloto" nos dois ministérios que já se voluntariaram para que o governo possa "aprender" como funciona e selecionar o melhor modelo. Será aplicado um modelo de unidade na pasta da Agricultura e um modelo de departamento na Saúde para avaliar qual a melhor opção.

"O Brasil vai ser primeiro país a ter unidades de autocontrole dentro da cada pasta ministerial. É preciso não apenas fazer combate à corrupção, mas mudar a cultura. E mudança de cultura é complexa, mas ajuda muito ter dentro do ministério ter unidade, núcleo, departamento."

Os núcleos, disse Onyx, vão trabalhar nas relações externas com o público alvo de cada pasta, além de prestadores de serviço e sociedade. "Começa a se constituir através da força do exemplo um governo que respeita o cidadão", declarou o ministro. Ele ressaltou que, enquanto o ministro da Justiça, Sergio Moro, atua para endurecer leis contra a criminalidade no Congresso, o governo também trabalhará internamente para mudar a cultura.

Durante coletiva de imprensa, na qual foi questionado sobre a permanência do ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, que era presidente do PSL durante a última eleição, Onyx disse é preciso ter "paciência e ir com calma". "Bebianno é um homem dedicado ao projeto, é sério", defendeu. Ao final, Onyx relembrou a medida anunciada de autocontrole e disse que era uma boa notícia.

TJMS
Camara Municipal