11 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PI AL MS - BANNER ASSEMBLEIA LEGISLATIVA - MUDANÇAS (01/12 a 12/12)
POLÍTICA

Meirelles: Temer também avalia disputar corrida pelo Palácio

Meirelles acrescentou que Temer tem mais tempo para resolver, enquanto ele terá até o dia 7, prazo máximo para desincompatibilização de cargo executivo para disputar as eleições de outubro

14 março 2018 - 14h06
Meirelles disse ainda que ficou muito feliz com as declarações do presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR), que confirmou o convite de filiação ao partido
Meirelles disse ainda que ficou "muito feliz" com as declarações do presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR), que confirmou o convite de filiação ao partido - Foto: Notícias UOL

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que discute com o MDB o lançamento da candidatura a presidente, disse nesta quarta-feira, 14, em São Paulo, que o presidente Michel Temer também avalia a possibilidade de disputar a corrida pelo Palácio do Planalto em outubro.

"Possibilidade, certamente, existe. O presidente está considerando essa possibilidade, eu estou considerando essa possibilidade, e vamos tomar a decisão", declarou, ao ser perguntado se Temer buscaria um novo mandato em entrevista dada na edição latino-americana do Fórum Econômico Mundial (FEM).

Meirelles acrescentou que Temer tem mais tempo para resolver, enquanto ele terá até o dia 7, prazo máximo para desincompatibilização de cargo executivo para disputar as eleições de outubro. "O presidente pode ter mais tempo para essa decisão, mas é de âmbito pessoal e político dele", afirmou.

Sempre afirmando que ainda não decidiu se vai se candidatar, o ministro da Fazenda disse que só discutirá quem será o sucessor no ministério se resolver deixar o cargo para concorrer à Presidência. "Temos uma equipe excelente. O grupo de secretários e o restante da equipe econômica são de primeiríssima qualidade. Isto é algo que será objeto de atenção do presidente na manutenção de linha de ação", disse.

Meirelles disse ainda que ficou "muito feliz" com as declarações do presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR), que confirmou o convite de filiação ao partido. A respeito da possibilidade de trocar a legenda, o PSD, para disputar o governo por outra sigla, ele declarou que, se for o caso, considera importante haver "coerência absoluta" entre a linha de pensamento e a da sigla escolhida.

TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola