20 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA SEGOV - HPV -
AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

Herculano lamenta MP que transfere recursos para a segurança, prejudicando o esporte

14 junho 2018 - 11h38Christiane Mesquita
Herculano Borges se preocupa com transferência de recursos do esporte para a Segurança Pública
Herculano Borges se preocupa com transferência de recursos do esporte para a Segurança Pública

O deputado estadual Herculano Borges (SD) ocupou a tribuna da Casa de Leis nesta manhã (14) para alertar os parlamentares e a sociedade sobre o risco do prejuízo ao fomento do esporte em todo o País, devido à Medida Provisória (MP) 841, decretada na última segunda-feira (11), pelo presidente Michel Temer (PMDB). “A medida provisória transfere recursos das loterias para a Segurança Pública, o problema é que sem estes poucos recursos, que antes eram destinados ao esporte, todas as ações orientadas ao esporte, inclusive Educação Física nas Escola, serão inviabilizadas”, registrou o parlamentar.

Herculano Borges considerou que o maior investimento que pode haver para a Segurança Pública é a prevenção. “O esporte é uma oportunidade de crianças e jovens praticarem atividades de cunho social, aprendendo questões importantes como a saúde, a ética, limites e regras, ensinamentos que acabam sendo levados para a vida toda. Alguns até seguem carreira em alguma modalidade. Para se ter uma ideia, um jovem em um centro olímpico custa apenas R$ 60 reais por dia, já em uma Unidade Educacional [Unei], ele custa mais de mil reais”, ponderou.

O deputado está formulando uma Moção de Apoio ao ministro do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, e uma Moção de Repúdio à Medida’ Provisória 841. “Várias entidades ligadas ao esporte de diversas modalidades subscreverão o manifesto de apoio ao ministro. Também será encaminhado um requerimento, com a assinatura dos deputados estaduais, a nossa bancada federal para que essa medida provisória seja revertida”, explicou Herculano Borges.

Segundo o presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Ferreira Miranda, o Estado também deixará de receber mais de R$ 240 mil mensais sem esse recurso proveniente das loterias. “Todos os jogos escolares, competições e olimpíadas não serão realizados, é uma luz vermelha acesa para todo o esporte brasileiro. A política pública que mais contribui para tirar as crianças e jovens das ruas, impactando diretamente na redução da desigualdade social, é o esporte. A força do esporte é maior, acreditamos nisso. Presidente Temer, olhe com carinho para o esporte do País, para as crianças e jovens deste Brasil, e reverta essa medida”, solicitou o deputado Herculano Borges.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO