25 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
POLÍTICA

Doria evita rivalizar com Márcio França: 'Adversário está fora do partido'

12 março 2018 - 19h37

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que declarou nesta sexta-feira, 12, estar na disputa do PSDB pela candidatura ao governo do Estado, evitou rivalizar com o vice-governador Márcio França (PSB), que também é pré-candidato à sucessão de Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes.

Doria disse que os dois palanques poderão eleger Alckmin para o Planalto. Doria disse que o canal de diálogo com Márcio França está "aberto" e que respeita o vice-governador. Também reforçou que não há "mal nenhum" na existência de dois palanques de Alckmin em São Paulo. "Juntos poderemos fazer, o objetivo maior é eleger Geraldo Alckmin presidente do Brasil", disse Doria, em entrevista a jornalistas após ato que sacramentou sua inscrição para as prévias tucanas. O prefeito repetiu que não quer ver um candidato de extrema esquerda e outro de extrema direita chegar ao segundo turno da eleição nacional.

Em discurso no encontro, Doria disse que o adversário do PSDB está "fora" do partido. Ele negou que tenha feito referência a Márcio França. Na semana passada, o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, aliado de Doria, classificou o vice-governador como o "maior adversário do PSDB" na sucessão estadual. O prefeito da capital paulista enfatizou que o maior adversário é o PT.

As prévias tucanas estão marcadas em dois turnos, nos próximos dias 18 e 25. No encontro, Doria formalizou sua inscrição em documento assinado e entregue à direção estadual do partido. Estão inscritos formalmente no processo, além de Doria, o cientista político Luiz Felipe D'Ávila e o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro. O ex-senador José Aníbal é outro que declarou ser pré-candidato, mas ainda não fez sua inscrição, cujo prazo encerra nesta terça-feira, 13.

Acusado pelos adversários internos de agir para que não houvesse debate nem prévias na disputa, Doria rebateu: "Não tenho medo das prévias, sou fruto das prévias", discursou, lembrando sua eleição para a Prefeitura de São Paulo, em 2016. O prefeito declarou ainda não ter medo do debate, mas reforçou que o "o maior debate é com o povo de São Paulo." No momento do ato que lançou a pré-candidatura de Doria, os outros pré-candidatos faziam um debate em uma universidade da capital.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
tj ms agosto
CORTESIA SEGOV HEPATICE C