21 de novembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 Campanha AFTOSA - Novembro do Cliente Governo do Estado.
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Deputados criticam fechamento de escola e elogiam compra da Agricultura Familiar

O possível fechamento da Escola Municipal Jair Alves da Costa, no Assentamento Sul Bonito, foi tema de debate em plenário

15 fevereiro 2018 - 14h09Da redação
Grandão pede para que prefeitura reveja decisão de fechamento de escola
Grandão pede para que prefeitura reveja decisão de fechamento de escola - Divulgação

O possível fechamento da Escola Municipal Jair Alves da Costa, no Assentamento Sul Bonito, preocupou o deputado João Grandão (PT), que subiu à tribuna durante sessão desta quinta-feira (15/2) para fazer um apelo à Prefeitura de Itaquiraí, para que reveja a decisão. O deputado criticou a falta de sensibilidade, ao saber que os alunos do ensino básico terão que se deslocar em média 40 quilômetros até a escola mais próxima.

“O Ministério Público Estadual entrou com ação para barrar o fechamento, alegando que não fizeram estudo do impacto social que isso pode causar. E eu digo mais, andar tudo isso pode acarretar em desistências e pais podem ser responsabilizados. Imaginem o sofrimento que as famílias não vão passar? Haverá prejuízo social e psicológico”, lamentou o deputado.

Grandão também usou a palavra para fazer um elogio à outra prefeitura, a de Ponta Porã, que anunciou a compra de R$ 1,9 milhão em produtos da Agricultura Familiar para a merenda escolar. “Fico feliz em ter feito parte da comissão que mudou a legislação federal que determinou que 30% dos produtos da merenda escolar sejam oriundos da Agricultura Familiar e isso, quando é cumprido por prefeitos, independentemente de partido, eu fico muito feliz e faço questão de anunciar. Quem sabe algum dia chegaremos a 100% dessa compra. Só no assentamento Itaquiraí são mais de 26 itens que podem atender a merenda e eles têm o apoio técnico da universidade federal”, salientou.

Os deputados comemoraram. Beto Pereira (PSDB) destacou que o Governo do Estado aportou 25% a mais em recursos para a merenda escolar e relembrou que, quando prefeito em Terenos, cumpriu a legislação. “Quando os assentamentos conseguirem superar a sazonalidade da lavoura, os prefeitos vão cada vez mais comprar. Em Ponta Porã também elogio que eles têm investido muito na infraestrutura dos locais oriundos da Reforma Agrária, que são de onde vêm a maior parte dos produtos da Agricultura Familiar”, disse.

Professor Rinaldo (PSDB) relembrou que 70% dos produtos consumidos pelos brasileiros são advindos da Agricultura Familiar e também elogiou a compra para a merenda escolar, mas ponderou quanto ao fechamento da escola em Itaquiraí. “Acredito que o prefeito tenha feito um estudo econômico para tomar essa decisão. Talvez número insuficiente de alunos, não sei. É claro que a gente fica triste, mas foi escolha embasada”.

O deputado Paulo Corrêa (PR) disse que decisões para a Educação não devem ser somente baseadas em gestão e também pediu mais investimentos no transporte escolar e para pontes de concreto na área rural, que evitam mais impedimentos aos alunos irem às escolas. Quanto à compra de produtos para a merenda, Corrêa sugeriu que os prefeitos se unissem. “São mais de 200 mil alunos na rede pública. É só fazer as contas, se os prefeitos se conscientizarem da lei, além de cumprir ainda podem comprar mais barato e produto fresquinho”.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor das novas exigências feitas pelo futuro governo a Cuba para manutenção dos médicos cubanos no Mais Médicos?

Votar
Resultados
TJMS – Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO
Rubeola