22 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA SEGOV - HPV -
DIRETO DO GABINETE

Deputado Dr. Paulo Siufi pede solução ao Governo sobre obra na Avenida Euller de Azevedo

16 maio 2018 - 14h46Adriana Viana
As muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local
As muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local

O deputado estadual Dr. Paulo Siufi (MDB) utilizou a tribuna na sessão ordinária desta quarta-feira, 16, para solicitar explicações por parte do Governo do Estado a respeito da instalação de muretas centrais na Avenida Dom Antônio Barbosa, prolongamento da Avenida Euller de Azevedo, em Campo Grande. O parlamentar lembrou que as muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local. Para ele, é necessário que se façam correções urgentes no planejamento da avenida.

“Como pode uma obra desse porte ser entregue do jeito como está, com muretas desalinhadas, que dificultam a visibilidade dos pedestres e impedem o retorno e contorno seguro dos automóveis que por ali trafegam? Isso é uma aberração! Não se pode dizer que se trata de uma obra de engenharia”, questionou o deputado.

Dr. Paulo Siufi contestou a informação de que a colocação de sinalização vertical iria resolver o problema. “Semáforo não vai mudar nada. Tem que corrigir o que está errado: muretas tortas, recuos perigosos, a falta de visibilidade”, apontou, lembrando que diversos moradores da região criticaram a barreira de concreto instalada entre as pistas.

“Ninguém perguntou para a população ou para os comerciantes do local se eles estavam de acordo com a colocação das muretas da forma como estão. Além das vidas perdidas e das pessoas sequeladas, houve diminuição no movimento do comércio em cerca de 20% porque as pessoas têm medo de atravessar a avenida”, explicou.

Outra questão levantada pelo parlamentar é que, com a obra, os caminhões carregados de pedras abastecidos em uma pedreira próxima precisam desviar por dentro do Bairro José Abrão, o que vem abalando as estruturas das residências, que são antigas, e danificando o asfalto, que não está preparado para o tráfego de veículos pesados. "Muitas casas apresentam rachaduras. E a circulação intensa desse tipo de veículo pode pôr em risco a vida das pessoas que residem no local", ressaltou Siufi.

Para esclarecer a população que reside e trafega na região, o deputado apresentou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para ser encaminhado ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MS) em que solicita um laudo pericial no local. Dentre as indagações, o parlamentar quer saber se a instalação das muretas é a medida mais adequada para a avenida e por que elas estão dispostas de forma desalinhada.

O parlamentar também indaga qual a razão de ter-se instalado barreiras daquela altura, haja vista que motos e carros baixos têm dificuldade de ver os veículos que vêm em direção oposta. Outra indagação é se havia a possibilidade de ser implantado canteiro com grama, como no restante da via, que já conta com esse tipo de guia.

“Não estou fazendo críticas à gestão atual do Governo. O que estou fazendo é pedir um melhor ordenamento dessa obra. A Avenida Elias Zahran é um exemplo positivo. Lá também tem mureta, mas é mais baixa, há sinalização, recuos, canteiros. Ainda acontecem acidentes lá, mas por imprudência, e não por problemas de engenharia de tráfego. Acredito que se não solucionarem logo, teremos mais mortes lá”, concluiu Dr. Paulo Siufi.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO