21 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 BANNER TCE - Supremacia Lei Licitação PI 2209 (25 a 27/07 e 30 e 31/07)
DIRETO DO GABINETE

Deputado Dr. Paulo Siufi pede solução ao Governo sobre obra na Avenida Euller de Azevedo

16 maio 2018 - 14h46Adriana Viana
As muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local
As muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local

O deputado estadual Dr. Paulo Siufi (MDB) utilizou a tribuna na sessão ordinária desta quarta-feira, 16, para solicitar explicações por parte do Governo do Estado a respeito da instalação de muretas centrais na Avenida Dom Antônio Barbosa, prolongamento da Avenida Euller de Azevedo, em Campo Grande. O parlamentar lembrou que as muretas e a falta de sinalização já causaram três óbitos e diversos pós-traumatismos em decorrência de acidentes de trânsito no local. Para ele, é necessário que se façam correções urgentes no planejamento da avenida.

“Como pode uma obra desse porte ser entregue do jeito como está, com muretas desalinhadas, que dificultam a visibilidade dos pedestres e impedem o retorno e contorno seguro dos automóveis que por ali trafegam? Isso é uma aberração! Não se pode dizer que se trata de uma obra de engenharia”, questionou o deputado.

Dr. Paulo Siufi contestou a informação de que a colocação de sinalização vertical iria resolver o problema. “Semáforo não vai mudar nada. Tem que corrigir o que está errado: muretas tortas, recuos perigosos, a falta de visibilidade”, apontou, lembrando que diversos moradores da região criticaram a barreira de concreto instalada entre as pistas.

“Ninguém perguntou para a população ou para os comerciantes do local se eles estavam de acordo com a colocação das muretas da forma como estão. Além das vidas perdidas e das pessoas sequeladas, houve diminuição no movimento do comércio em cerca de 20% porque as pessoas têm medo de atravessar a avenida”, explicou.

Outra questão levantada pelo parlamentar é que, com a obra, os caminhões carregados de pedras abastecidos em uma pedreira próxima precisam desviar por dentro do Bairro José Abrão, o que vem abalando as estruturas das residências, que são antigas, e danificando o asfalto, que não está preparado para o tráfego de veículos pesados. "Muitas casas apresentam rachaduras. E a circulação intensa desse tipo de veículo pode pôr em risco a vida das pessoas que residem no local", ressaltou Siufi.

Para esclarecer a população que reside e trafega na região, o deputado apresentou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para ser encaminhado ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MS) em que solicita um laudo pericial no local. Dentre as indagações, o parlamentar quer saber se a instalação das muretas é a medida mais adequada para a avenida e por que elas estão dispostas de forma desalinhada.

O parlamentar também indaga qual a razão de ter-se instalado barreiras daquela altura, haja vista que motos e carros baixos têm dificuldade de ver os veículos que vêm em direção oposta. Outra indagação é se havia a possibilidade de ser implantado canteiro com grama, como no restante da via, que já conta com esse tipo de guia.

“Não estou fazendo críticas à gestão atual do Governo. O que estou fazendo é pedir um melhor ordenamento dessa obra. A Avenida Elias Zahran é um exemplo positivo. Lá também tem mureta, mas é mais baixa, há sinalização, recuos, canteiros. Ainda acontecem acidentes lá, mas por imprudência, e não por problemas de engenharia de tráfego. Acredito que se não solucionarem logo, teremos mais mortes lá”, concluiu Dr. Paulo Siufi.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO