22 de janeiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campanha da SEGOV – IPVA 2019
ELEIÇÕES 2016

Com projeto 'Campo Grande de todos nós', PPS oficializa Athayde Nery como candidato a prefeito

A tese de candidatura própria do partido, defendida por Athayde, teve 218 votos. A corrente encabeçada pela vereadora Luiza Ribeiro prefere o apoio à reeleição de Bernal e teve o apoio de 94 filiados

23 julho 2016 - 15h00Helton Davis e Alberto Gonçalves
Athayde diz que sua candidatura se apresenta à cidade com um projeto baseado na governança participativa que tem três pontos básicos: transparência, eficiência e rapidez
Athayde diz que sua candidatura se apresenta à cidade com um projeto baseado na governança participativa que tem três pontos básicos: transparência, eficiência e rapidez - Agência Rastro de Onça

Com o projeto denominado 'Campo Grande de todos nós', Athayde Nery foi escolhido e oficializado como candidato a prefeito de Campo Grande pelo PPS em convenção realizada no início da tarde de hoje (23). A tese de candidatura própria do partido, defendida por Athayde, teve 218 votos, enquanto a corrente encabeçada pela vereadora Luiza Ribeiro - que prefere o apoio à reeleição de Bernal - teve o apoio de 94 filiados. Esta foi a primeira candidatura a prefeito oficializada na Capital.

Athayde diz que sua candidatura se apresenta à cidade com um projeto baseado na governança participativa que tem três pontos básicos: transparência, eficiência e rapidez. “Transparência para enfrentar a corrupção; eficiência para você estabelecer um critério de gestão compartilhada, cidadão gestor, descentralização do poder e a rapidez. Se esse tripé for estabelecido, você responde a essa loucura que virou Campo Grande no ponto de vista da gestão”.

O PPS também definiu a escolha de 44 candidatos para disputarem uma cadeira na Câmara Municipal. Segundo Athayde, a expectativa é da sigla eleger três ou quatro vereadores. Sobre o vice, disse que irá procurar partidos como PV (Partido Verde), Rede, Psol (Partido Socialismo e Liberdade) e não descarta a hipótese de chapa pura. 

Conforme o candidato, o foco da campanha será debater o modelo de gestão da cidade. “Nós vamos debater, dialogar, porque temos propostas contra este modelo de gestão. Não é Bernal, não é André. O que está em jogo é este modelo que está ultrapassado que sucumbe a cidade por conta de uma gestão atrapalhada. Queremos fazer um modelo novo baseado na governança democrática”, defende.

Questionado se o fato de existir duas propostas diferentes dentro da militância não deixa do partido rachado, Athayde Nery afirma que a convenção serviu para definir qual o rumo que a sigla deveria seguir e agora segue unido na eleição.