18 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Site A Critica x Sebrae - Campanha Venda mais com Whats App
NOTA OFICIAL

Governo estadual manifesta apoio à operação do Gaeco

Procuradoria-Geral do Estado fará o acompanhamento do caso, segundo o Poder Executivo

30 novembro 2018 - 12h00
Divulgação

Em uma sucinta nota divulgada no início da tarde desta sexta-feira, 30 de novembro, o governo do Estado manifestou apoio à Operação Reagente do Gaeco que apura suposto esquema de corrupção no Hospital Regional de Campo Grande. 

O governo informou ainda que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) vai acompanhar o caso. “O Governo do Estado manifesta apoio às investigações em curso deflagradas pelo Gaeco e Controladoria-Geral do Estado em Campo Grande, e também já determinou à Procuradoria-Geral do Estado (PGE) o acompanhamento das ações conduzidas pelos referidos órgãos”, diz a nota.

Durante a operação, Justiniano Barbosa Vavas, médico diretor-presidente do Hospital Regional de Campo Grande, e o diretor administrativo e financeiro do Hospital, identificado apenas como Joceli Roberto foram encaminhados pelo Gaeco para esclarecimentos acerca da Operação Reagente.

Operação
A operação cumpriu três mandados de prisão preventiva e 14 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, Ribeirão Preto/SP e São Paulo, todos expedidos pela 3ª Vara Criminal de Campo Grande.

A investigação conduzida pelo GECOC e GAECO têm por fim apurar crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa e Passiva e organização criminosa, tendo como fato a compra e locação de equipamentos e produtos hospitalares, pelo Hospital Regional Rosa Pedrossian, com envolvimento de empresas situadas na Capital e no Estado de São Paulo.

Participam da operação os Promotores de Justiça do GAECO de Mato Grosso do Sul e São Paulo e GECOC, além de 59 policiais militares do GAECO e Batalhão de Choque, além de servidores do Ministério Público.

Confira a nota oficial na íntegra:

NOTA OFICIAL

O Governo do Estado manifesta apoio às investigações em curso deflagradas pelo Gaeco e Controladoria-Geral do Estado em Campo Grande, e também já determinou à Procuradoria-Geral do Estado (PGE) o acompanhamento das ações conduzidas pelos referidos órgãos.

Campo Grande, 30 de novembro de 2018
Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

fullbanner-prestacao-contas-468x60px-cmcg-nov18
Rubeola