11 de Dezembro de 2017 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ENERGISA - ATÉ O DIA 10.12
SEGURANÇA

Escola Municipal será monitorada 24 horas por câmeras em Campo Grande

A solução implementada permite integração com o Centro Integrado de Operações da Guarda Civil Municipal, permitindo que a escola seja monitorada remotamente.

6 Dezembro 2017 - 17h07
Neste mesmo local também são monitoradas as 22 câmeras do centro da cidade.
Neste mesmo local também são monitoradas as 22 câmeras do centro da cidade. - Divulgação

A Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social e Secretaria de Educação  receberam doação de 16 câmaras de videomonitoramento. Elas serão utilizadas para monitoramento  de uma escola de Campo Grande.

A empresa E2 Tecnologia Ltda. doou para a Prefeitura Municipal de Campo Grande as 16 câmeras, bem como os materiais e serviços necessários para o funcionamento do sistema.

A solução implementada permite integração com o Centro Integrado de Operações da Guarda Civil Municipal, permitindo que a escola seja monitorada remotamente. Neste mesmo local também são monitoradas as 22 câmeras do centro da cidade.

“Este projeto será de suma importância, tendo em vista que com escola monitorada remotamente, não será necessária à presença física do guarda, podendo assim, lotar este guarda em outros locais”, declarou o secretário Valério Azambuja.

Monitoramento Remoto 

Monitoramento Remoto é um sistema composto por câmeras, alarmes e softwares, instalados nos próprios públicos permitindo em tempo real monitora-los através de uma central única de Monitoramento e Operações. Esta central será notificada em tempo real de qualquer comportamento não previsível, permitindo que um operador (Guarda Civil Municipal) analise a situação e possa tomar a decisão adequada.

Um exemplo de comportamento não previsível seria a movimentação de objetos ou pessoas em horários fora do expediente e a tomada de decisão poderia ser de acionar um alarme sonoro remotamente, alertando o invasor, reproduzir uma mensagem através do sistema de som ou até mesmo acionar o deslocamento de uma viatura mais próxima para atendimento em loco, caso os alertas sejam ignorados pelo invasor.

É notório que o sistema proposto acima é viável e sustentável, pois otimiza recursos financeiros, logísticos e humanos, sendo que  viaturas só serão deslocadas em caso de necessidade, um mesmo Guarda Civil municipal (GCM) poderá monitorar inúmeros próprios públicos, não dependendo assim de um GCM.

A aquisição de tal sistema para todos os próprios públicos é onerosa e a Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social não poderá arcar com a instalação dos mesmos, por isso busca junto a outras secretarias parcerias para que esta solução seja implementada no município.

 

BANNER SANESUL - INSTITUCIONAL - de 26.10 ate 31.10

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O assunto mais comentado recentemente foi o discurso do deputado federal Tiririca que disse deixar a vida pública, mas que não renunciou ao mandato e permanece até final de 2018. O que você achou?

Votar
Resultados
CORTESIA 1 - SEGOV - PRÉ MATRICULA
PI 298 - GOVERNO PRESENTE / DOE ORGAOS - DO DIA 02.11 ATÉ 08.11