11 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju dengue
POLÍCIA

Amigos não contam com astúcia de Chapolin e são esfaqueados na Nova Campo Grande

Após ataque, Chapolin sumiu e polícia continua na busca

2 julho 2020 - 08h58
Cruzamento das ruas 29 e 34, no Nova Campo Grande
Cruzamento das ruas 29 e 34, no Nova Campo Grande - REPRODUÇÃO
FAMASUL - SENAR

A saideira em um bar na Nova Campo Grande poderia ter sido pior do que a encomenda. Desafiando o isolamento social, três pessoas tomavam aperitivos em um bar na rua Vinte e nove esquina com a Trinta e quatro, na Nova Campo Grande, quando começaram a caçoar de um deles.

O alvo das graças perdeu a paciência, principalmente quando evocaram seu apelido “Chapolin”. Largou o copo no balcão e saiu batendo cascos.

A conversa continuou animada até por volta das 20h, quando Chapolin reapareceu e gritou aos dois (que já estavam levemente embriagados): “Eu! Agora vocês vão ver!”, arrancando uma faca da calça e acertou certeiro em uma punhalada em Vraudislau Chagas Ramires, de 22 anos, na direção do pescoço. O golpe não foi fatal pois a faca prendeu no osso do ombro esquerdo, encontrando ossos, tendões e carne e nenhuma veia vital para a circulação.

Vraudislau deu um “vrau” e conseguiu sair do raio de ação de Chapolin, pedindo por alguém que pudesse lhe defender. O outro amigo, Jarildon Echeverria de Souza, 52 anos, foi alvo de nova apunhalada de Chapolin. O golpe o acertou no antebraço, pois havia levantado antes, como que para se defender. Não teve tanta sorte e o corte foi mais profundo, porém, sem gravidade.

Chapolin desapareceu e os dois amigos foram de SAMU até à UPA mais próxima, a quilômetros dali, já que a Nova Campo Grande é o último bairro de Campo Grande. Quando a polícia apareceu para procurar Chapolin, o bar havia fechado.

Banner Whatsapp Desktop
OAB

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor do lockdown em Campo Grande?

Votar
Resultados
GAL COSTA
agecom - fullbanner
Cornavirus