20 de Novembro de 2017 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
REFIS GOVERNO PRESENTE 2 - DE 16.11 ATE 22.11
AÇÃO DE GOVERNO

Voo da Amaszonas vai conectar Mato Grosso do Sul a nove países a partir de dezembro

13 Novembro 2017 - 11h59

Campo Grande (MS) – A partir de 18 de dezembro deste ano, voos regulares partindo do Aeroporto Internacional de Campo Grande vão conectar Mato Grosso do Sul a nove países do mundo. Nesta segunda-feira (13.11), o governador Reinaldo Azambuja e executivos da Amaszonas del Paraguay S.A. Líneas Aéreas se reuniram na governadoria para tratar de parcerias na divulgação do novo trecho que liga Campo Grande a Assunção (Paraguai), com possibilidade de conexão para cidades da Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos, Panamá, Paraguai e Uruguai.

“A abertura do voo inicial em 13 de dezembro e do regular a partir de 18 de dezembro é uma opção a mais não só para Campo Grande, mas para todo o Mato Grosso do Sul e o Centro-Oeste. É uma nova oportunidade de rota alternativa extremamente interessante. Acreditando no potencial de Mato Grosso do Sul, a Amaszonas abre esse voo que é uma opção de acesso a Assunção, aos países sul-americanos e aos Estados Unidos e a Europa, com conexão muito rápida”, avaliou o governador Reinaldo Azambuja.

Inicialmente, os voos Campo Grande/Assunção serão realizados três vezes por semana, às segundas, quartas e sextas-feiras. Os voos da cidade brasileira para a paraguaia partem às 12h40 e chegam às 13h45. No trecho contrário, Paraguai/Brasil, as saídas serão às 11h05 com chegadas às 12h10. Nos três primeiros meses, as passagens serão vendidas a preço promocional de US$ 300 (já é possível encontrar bilhetes à venda no site da companhia). O avião tem capacidade para 50 passageiros.

Segundo a companhia aérea, o acesso do sul-mato-grossense ao Paraguai e aos demais países da América do Sul e do mundo terá melhor custo benefício. “É mais fácil sair de Campo Grande do que por São Paulo, é melhor na questão financeira e do tempo”, disse o vice-presidente executivo do Grupo Amaszonas, Luís Vera. Segundo ele, o tempo estimado de conexão para outros países da América do Sul, de voos saindo da capital de Mato Grosso do Sul, será de quatro horas.

“A relação entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai nos negócios e no turismo é muito importante, por isso estamos abrindo essa nova rota de voos. Em um ano, queremos voos diários entre Assunção e Campo Grande”, afirmou Luís Vera. Do lado brasileiro da fronteira, a autorização do voo foi dada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em agosto deste ano.

Expansão

Com sede no Paraguai, Argentina e Uruguai, o Grupo Amaszonas está expandindo as linhas de voos no Brasil e em diversos outros países. Há dois anos a companhia aérea faz o trecho Assunção/Florianópolis na alta temporada, de dezembro a fevereiro. Em dezembro deste ano a empresa inaugura os trechos aéreos Assunção/Campo Grande, Assunção/Curitiba e Assunção/Porto Alegre. Em janeiro de 2018 outras duas rotas serão abertas: Assunção/Campinas e Assunção/Rio de Janeiro. “Até 2020 queremos fazer Assunção/Bonito e Campo Grande/Cidade do Leste”, completou Luís Vera.

Também participaram da reunião o secretário de Infraestrutura do Estado, Marcelo Miglioli; o superintendente viário da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Fabrício Alves Corrêa; o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur), Bruno Wendling; gerente geral da Amaszonas Paraguai, Romulo Campos; o gerente de Planejamento Estratégico da Amaszonas, Geraldo Velásquez; e a gerente regional da Amaszonas em Campo Grande, Camila Ricci Gardin.

Bruno Chaves, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro

AUTORIZAÇÃO E MATERIAL DO GOVERNO DO ESTADO - refis - de 25.10 a 31.10
Águas Guariroba - PI e Banner - Campanha Orgulho - Melhores Empresas - de 23.10 até