17 de julho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPO GRANDE EXPO
INTERNACIONAL

Trump e May negam atrito e prometem trabalhar por acordo comercial bilateral

13 julho 2018 - 10h05

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, minimizaram os relatos recentes sobre atritos na relação e enfatizaram o desejo mútuo de buscar um acordo comercial "ambicioso", nas palavras da premiê. Em entrevista coletiva conjunta após se reunirem nesta sexta-feira, as lideranças enfatizaram que pretendem ampliar a cooperação econômica, após os britânicos deixarem a União Europeia, no chamado Brexit.

"Podemos buscar acordo comercial interessante para os dois países", afirmou May a repórteres na Inglaterra. "Agradeço a premiê por buscar comércio justo e recíproco conosco", disse por sua vez Trump, que garantiu estar disposto a tentar fechar esse acordo, depois do Brexit.

Uma entrevista de Trump publicada pelo jornal britânico The Sun trouxe declaração de Trump segundo a qual o modelo proposto por May na separação com a UE como um risco para um acordo comercial com os americanos. Além disso, na entrevista o presidente elogiou o ex-ministro das Relações Exteriores britânico Boris Johnson, dizendo que ele seria um ótimo primeiro-ministro. Trump disse na coletiva que o jornal havia publicado "notícia falsa" e insistiu que elogiou várias vezes May durante a entrevista com periódico. Sobre Johnson, disse apenas que gostava do político britânico, que deixou há poucos dias o governo. "Não critiquei a premiê May, tenho muito respeito por ela."

Trump foi questionado também por supostamente ter tentado orientar May sobre o que ela deveria fazer nas negociações do Brexit com a UE. Ele disse que deu apenas sugestões, mas não quis especificar qual seria sua estratégia, negando de qualquer modo que tenha citado como alternativa abandonar a mesa de negociações. May, por sua vez, afirmou que recebe conselhos sobre o tema de muita gente, mas cabe a ela executar esse diálogo, minimizando a suposta interferência. O presidente americano aproveitou para novamente criticar o bloco europeu, que imporia tarifas e barreiras injustas a produtos americanos, o que ele pretende corrigir.

PI SENAR MS 2018 centroexcelencia full-banner 940x100px
João Bosco e Banda