20 de junho de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
- SEBRAE INSTITUCIONAL
INTERNACIONAL

Trump diz que Daca está provavelmente morto

14 janeiro 2018 - 11h58

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a usar sua conta no Twitter para criticar seus adversários democratas na discussão de um acordo para o Daca, programa que suspende a deportação de jovens levados aos EUA de maneira clandestina por seus pais quando eram crianças. "DACA está provavelmente morto porque os Democratas não o querem de verdade, eles apenas querem conversar e tirar desesperadamente dinheiro necessário dos nossos militares", escreveu.

Os democratas e alguns republicanos defendem que é necessário reconhecer a cidadania destas pessoas, comumente classificadas nos EUA como "Dreamers". Trump, por sua vez, alega que elas trazem riscos para a segurança e o emprego dos americanos e defendeu no ano passado o fim do programa, a menos que o Congresso norte-americano enviasse para ele uma nova legislação sobre o assunto até março.

Um grupo bipartidário de senadores apresentou uma proposta de novo acordo de imigração, mas Trump não o aceitou. O acordo incluía um caminho para a cidadania dessas pessoas e US$ 1,6 bilhão para a segurança de fronteira, incluindo o muro prometido por Trump.

Ontem, o presidente americano já tinha comentado o assunto no Twitter, dizendo que os democratas "são apenas conversa e nenhuma ação". "Este é o momento. Mas, dia após dia, eles (os democratas) estão deixando passar uma grande oportunidade que temos. Isso é muito ruim!", afirmou.

Hoje, Trump disse que quer imigrantes que cheguem ao país por meio de um sistema baseado no mérito, não em uma loteria. "Eu, como presidente, quero pessoas vindo para o nosso país que nos ajudarão a nos tornar fortes e grandes novamente, pessoas vindo por meio de um sistema baseado no mérito. Sem mais loterias!", escreveu.

Fonte: agências internacionais

ALMS CORTESIA
TJ MS