18 de Fevereiro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA Águas Guariroba - Banner - Campanha Águas Faz Mais - JAN
INTERNACIONAL

Sou injustiçado por meu partido e não dizem por que devo sair, diz Zuma

A entrevista ao vivo foi transmitida pouco após a liderança parlamentar do ANC anunciar que a sigla apoiará uma moção de censura contra Zuma na quinta-feira, caso o presidente não deixe o posto ainda hoje

14 Fevereiro 2018 - 09h36
Eu acho muito estranho que eu esteja ouvindo de meu movimento 'Você agora precisa ir', afirmou Zuma
"Eu acho muito estranho que eu esteja ouvindo de meu movimento 'Você agora precisa ir'", afirmou Zuma - Foto: CNBC

Em sua primeira declaração pública desde que o próprio partido pediu sua renúncia, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, afirmou nesta quarta-feira que tem recebido tratamento "injusto" das lideranças de seu partido, o Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês). "Ninguém nunca deu a razão para que eu deva renunciar", afirmou Zuma em entrevista na emissora estatal. "Ninguém diz o que eu fiz."

A entrevista ao vivo foi transmitida pouco após a liderança parlamentar do ANC anunciar que a sigla apoiará uma moção de censura contra Zuma na quinta-feira, caso o presidente não deixe o posto ainda hoje.

"Eu acho muito estranho que eu esteja ouvindo de meu movimento 'Você agora precisa ir'", afirmou Zuma. O líder do país já foi envolvido em vários casos de corrupção, mas sempre afirmou ser inocente.

O presidente ainda alertou para o risco de episódios violentos por causa da pressão pela saída dele. "Provavelmente teremos violência política neste país" por isso, alertou. 

SEGOV CORTESIA
TJ MS - CORTESIA