20 de setembro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ANDORINHA
SESI

Sesi de Três Lagoas vai orientar sobre envio de informações de saúde e segurança do trabalho ao eSocial

Depois de alguns adiamentos, o cronograma do eSocial já está valendo e as empresas que não estiverem cumprindo as exigências da lei estão sujeitas a multa e outras penalidades

12 fevereiro 2019 - 10h38Da redação com informações da assessoria
O evento será realizado no Sesi de Três Lagoas, que fica na Rua Angelina Tebet, 807, no Bairro Santa Luzia, em parceria com o CRC/MS (Conselho Regional de Contabilidade) e apoio do Sebrae/MS
O evento será realizado no Sesi de Três Lagoas, que fica na Rua Angelina Tebet, 807, no Bairro Santa Luzia, em parceria com o CRC/MS (Conselho Regional de Contabilidade) e apoio do Sebrae/MS - Foto: Divulgação

Com um workshop gratuito que será promovido na próxima quinta-feira (14/02), o Sesi de Três Lagoas vai orientar empresários e contadores que ainda têm dúvidas sobre como se adequar às exigências do eSocial. Depois de alguns adiamentos, o cronograma do eSocial já está valendo e as empresas que não estiverem cumprindo as exigências da lei estão sujeitas a multa e outras penalidades, segundo o Ministério da Economia.

O Sesi atua de diversas maneiras para auxiliar as empresas no que diz respeito às exigências de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) do eSocial e, no workshop, além de responder perguntas sobre o tema, vai explicar como atua e quais ferramentas oferece. O evento será realizado no Sesi de Três Lagoas, que fica na Rua Angelina Tebet, 807, no Bairro Santa Luzia, em parceria com o CRC/MS (Conselho Regional de Contabilidade) e apoio do Sebrae/MS. As vagas são limitadas e para realizar sua inscrição gratuita basta acessar o link http://bit.ly/sesiesocialworkshop 

Entenda o eSocial

O eSocial é uma ferramenta que reúne os dados trabalhistas, fiscais, previdenciários das empresas em uma só plataforma. Ele substitui o preenchimento e a entrega de formulários e declarações que até então eram enviados a diversos órgãos como a Previdência, o Ministério do Trabalho e a Receita Federal.

O repasse das informações foi dividido por diversas áreas e porte de empresas. A ampla maioria das empresas de Mato Grosso do Sul se enquadram no Grupo 2 (aquelas com faturamento no ano de 2016 de até R$ 78 milhões e que não sejam optantes pelo Simples Nacional) e no Grupo 3 (empregadores optantes pelo Simples Nacional, empregadores pessoas físicas - exceto domésticos - produtores rurais pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos).

Para estes grupos, os dados de SST começarão a ser obrigatórios a partir de julho do ano que vem, mas como as empresas deverão se adequar a uma extensa lista de obrigações a serem cumpridas, vale começar a se preparar o quanto antes. Ainda que o início da vigência possa parecer distante, o próprio Ministério da Economia já anunciou que a partir do dia de 18 de março as empresas poderão enviar na plataforma do eSocial, como uma forma de teste, os eventos de SST. 

Em relação aos dados de SST o sistema cobra: a tabela de ambientes de trabalho, comunicação de acidente de trabalho, monitoramento da saúde do trabalhador, exame toxicológico do motorista profissional, condições ambientais do trabalho - fatores de risco, treinamentos, capacitações, exercícios simulados e outras anotações.

Serviço - Para mais informações sobre a consultoria do Sesi em eSocial basta ligar 0800 723 73 74

TJMS