24 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
ENERGIA SUSTENTÁVEL

Senai Empresa vai reiniciar por Amambai visitas para divulgar energia fotovoltaica

16 abril 2018 - 12h14Da redação, com informações da Fiems
O evento em Amambai será no próximo dia 27
O evento em Amambai será no próximo dia 27 - Divulgação

Após percorrer 17 municípios de Mato Grosso do Sul em 2017 para disseminar entre a população do Estado a energia solar como alternativa mais barata e sustentável à energia elétrica, o Senai Empresa vai retomar a agenda de apresentações do projeto “Sistemas Fotovoltaicos”. A primeira cidade a receber o evento será Amambai, no próximo dia 27 de abril, às 19h30, na sede da Associação Comercial do município, que fica na Avenida Pedro Manvailer, 3.981, no centro da cidade.

Na ocasião, consumidores de indústrias e imóveis rurais e residenciais terão a oportunidade de realizar uma simulação de custo da instalação de placas solares, formas de financiamento e, ainda, em quanto a conta de luz pode ser reduzida. Basta levar a última fatura da conta de energia e técnicos do Senai Empresa farão a simulação. “Dependendo do consumo da empresa, a planta fotovoltaica pode suprir parcial ou totalmente a demanda, chegando próximo a zerar a conta de energia elétrica, sendo que a energia excedente pode ser utilizada como crédito para faturas futuras”, explicou o gerente do Senai Empresa, Rodolpho Mangialardo.

Para ele, trata-se de uma oportunidade de conhecer uma fonte de energia alternativa, que reduz gastos com a conta de luz. “Os consumidores estão acostumados a serem atendidos pelo Sistema Nacional de Transmissão, porém, existem outras formas de consumir energia, que são mais baratas. Desde que o projeto começou, em agosto do ano passado, conseguimos mostrar que o consumo pode ser sustentável e que, com a economia gerada, o empresário pode se manter mais competitivo no mercado, enquanto o consumidor residencial consegue enxugar o orçamento mensal”, analisou.

Reajuste

O projeto retorna às cidades sul-mato-grossenses depois do reajuste de 7,91% na tarifa de energia elétrica dos consumidores industriais dos 74 municípios de Mato Grosso do Sul atendidos pela Energisa. Por isso, o Senai Empresa está reforçando junto aos empresários a disponibilidade de uma série de soluções para que possam reduzir o consumo e, consequentemente, aumentar a competitividade.

Segundo Rodolpho Caesar Mangialardo, indústrias de pequeno e médio porte ainda têm dificuldade para buscar alternativas que reduzam os gastos com energia elétrica e a instituição está pronta para orientar esses industriais. “Esses empresários acham que são obrigadas a seguir aquele padrão que está estabelecido na empresa deles há anos, mas conseguimos abrir um pouco a cabeça deles para que tenham um custo menor de energia e se tornem mais competitivos, reduzindo os desperdícios internos e conseguindo se manter mais estáveis no mercado”, afirmou.

Ele explica que o Senai Empresa oferece em seu portfólio o PSGE (Programa Senai de Gestão Energética), que tem como objetivo apoiar a indústria para reduzir seus custos com energia elétrica, atuando no contrato de fornecimento com a distribuidora regional na implantação de projetos de eficiência energética, no apoio à migração para o mercado livre e nos estudos para geração total ou parcial da energia elétrica consumida pela indústria.

Segundo o consultor em comercialização de energia do Senai Empresa, Sebastião Dussel, pelo PSGE é possível avaliar as faturas de energia elétrica para identificar as oportunidades de redução, promover o diagnóstico energético nas instalações para otimizar processos e eliminar desperdícios de energia elétrica, avaliar a atratividade de migração para o mercado livre e elaborando estudos econômicos para implantar geração própria a partir de fontes renováveis.

“Entre as opções de geração de energia própria, temos a energia fotovoltaica, que conta com linhas de crédito especiais, inclusive FCO para pessoa física. É uma excelente alternativa, que apresenta um retorno no investimento realizado em até seis anos, além do marketing ambiental e do fato de tornar as indústrias mais estáveis”, completou Sebastião Dussel, acrescentando que o Senai Empresa está à disposição do setor empresarial do Estado para avaliar as oportunidades de redução de custo nos processos produtivos.

Serviço - Mais informações diretamente no Senai Empresa, que fica na Rua Pimenta Bueno, 370, no Bairro Amambaí, pelo telefone (67) 3311-8500, pelo e-mail senaiempresa@ms.senai.br ou ainda pelo endereço https://cursos.senai.ms/projeto-fotovoltaico

PMCG - CORTESIA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
tj ms agosto
SOLURB