24 de março de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
aguas Guariroba -  Banner - Campanha Março - Obras 2019
GERAL

Salles prioriza cidades em gestão no Meio Ambiente e critica burocracia

14 janeiro 2019 - 14h59

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta segunda-feira, 14, que a prioridade da pasta será a questão urbana. Ele criticou ainda a burocracia nos processos do órgão.

Em uma palestra de cerca de 40 minutos a empresários do setor imobiliário no Secovi-SP, Salles defendeu que nos últimos 20 anos houve uma preocupação com o meio ambiente em relação às matas e florestas, em detrimento do debate de temas urbanos.

"Deixamos muito a desejar na questão urbana. Este é o item número um da pauta de trabalho dos próximos anos", comentou.

Em relação aos servidores da pasta, Salles disse que será necessário diminuir a burocracia do órgão e aperfeiçoar critérios técnicos. "Temos de treinar a nossa turma a usar mais Excel", brincou.

Salles também defendeu um "reequilíbrio" da política nacional de resíduos sólidos que, segundo ele, tem objetivos "absolutamente inaplicáveis". "É preciso ter um senso de realismo, falar a verdade", disse.

O ministro defendeu ainda o aumento da parceria com o setor produtivo para a pasta. Em um dos exemplos, ele citou a concessão de parques nacionais à iniciativa privada.

Citando a viagem que fez na semana passada à Foz do Iguaçu (PR), onde visitou o Parque Nacional Iguaçu, Salles disse que no local era um "exemplo" de como os parques podem ser geridos.

"Nós queremos aumentar a quantidade de parques concessionados e acelerar, portanto, este trabalho de concessão de parques. Nós queremos mostrar o potencial do ecoturismo no Brasil", afirmou.

Salles ressaltou, no entanto, que não há um cronograma dentro da pasta para firmar estas parcerias.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você considera que o uso da internet em excesso esteja incentivando os jovens a cometerem suicídio?

Votar
Resultados
IPVA
Camara.ms