26 de maio de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner Institucional - MS Gás (21/05 a 31/05)
GERAL

Rio volta ao estado de atenção após temporal

Já o estágio de crise é o terceiro e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos

15 fevereiro 2018 - 06h25
Em Jacarepaguá, das 17h de quarta às 2h de quinta, choveu quase 150% da média de chuva esperada para todo o mês de fevereiro
Em Jacarepaguá, das 17h de quarta às 2h de quinta, choveu quase 150% da média de chuva esperada para todo o mês de fevereiro - Foto: Estadão

O município do Rio de Janeiro retornou ao estado de atenção às 5h30 desta quinta-feira, 15. Segundo o Alerta Rio, no momento há apenas núcleos de chuva no oceano e, entre 5h e 6h, só houve registro de chuva fraca. Ao longo do dia, áreas de instabilidade permanecerão influenciando o tempo nA capital e, com isso, a previsão é de predomínio de céu nublado, com condições para ocorrência de pancadas de chuva isoladas a qualquer hora do dia.

O estágio de atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas. Já o estágio de crise é o terceiro e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, os temporais impactaram principalmente bairros das zonas norte e oeste da cidade, na noite de quarta-feira, 14, e madrugada desta quinta-feira. Em apenas uma hora, a estação Barra/Riocentro registrou 123,2mm de chuva, o equivalente a 119% do esperado para todo o mês de fevereiro.

Em Jacarepaguá, das 17h de quarta às 2h de quinta, choveu quase 150% da média de chuva esperada para todo o mês de fevereiro. A prefeitura do Rio pede que a população siga as orientações dos agentes públicos. O telefone de emergência da Defesa Civil é o 199.

Houve registro de queda de árvores em 20 vias da cidade. O sistema de alerta e alarme comunitário da Prefeitura do Rio foi acionado em 76 comunidades das regiões de Jacarepaguá, Grande Tijuca e da zona norte.

Os moradores foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil Municipal a se dirigirem aos pontos de apoio. Um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro a partir de 55 mm de chuva em uma hora, o que pode deixar a encosta vulnerável a deslizamentos.

Antes das sirenes tocarem, as lideranças comunitárias treinadas pela Defesa Civil já haviam informado aos moradores sobre a possibilidade de evacuação assim que receberam as mensagens nos celulares que a Prefeitura do Rio disponibilizou e que compõem o sistema de alerta preventivo.

Transportes

- Supervia: devido a uma ocorrência na linha férrea, não haverá operação no ramal de Santa Cruz nesta manhã. No ramal de Belford Roxo, segundo a concessionária, trens circularão somente de Belford Roxo até Pavuna. Passageiros devem utilizar os ônibus e o metrô.

- BRT: pode haver irregularidades nos intervalos do serviço TransCarioca por causa de alagamentos ao longo da Av. Nelson Cardoso. Evite a via.

MAIO AMARELO CORTESIA
MUDOU O JEITO - SEGOV - SAUDE