19 de dezembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha REFIS 2019 -  Banner
INTERNACIONAL

Reconhecer Jerusalém como capital pode desestabilizar região, diz Rússia

Em comunicado publicado nesta quinta-feira, o ministério disse que a ação americana gerou "sérias preocupações" em Moscou.

7 dezembro 2017 - 10h13
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov - Foto: Sputnik

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia expressou preocupações com a decisão do governo dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e avisou que a medida por desestabilizar a região.

A pasta reforçou a visão de Moscou de que o status de Jerusalém só poderia ser determinado por meio de conversas entre os palestinos e Israel, alinhadas com as resoluções da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em comunicado publicado nesta quinta-feira, o ministério disse que a ação americana gerou "sérias preocupações" em Moscou.

"Um novo posicionamento sobre Jerusalém arrisca exacerbar a situação das relações palestino-israelenses e na região como um todo", diz o comunicado. O ministério pediu que todas as partes envolvidas "mostrem resistência e abstenham-se de ações repletas de consequências perigosas e incontroláveis".

fullbanner-prestacao-contas-468x60px-cmcg-nov18
Rubeola