21 de setembro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
HVM - INCORPORACOES
HABITAÇÃO

Câmara aprova projetos da Prefeitura que garantem financiamento de novas moradias

12 julho 2018 - 14h25

Dois Projetos de Lei de novos programas habitacionais da Agência Municipal de Habitação (Ehma) foram votados e aprovados, por unanimidade, na manhã desta quinta-feira (11), na Câmara Municipal de Campo Grande. Os projetos se referem à autorização para conceder subsídios, no valor total de 600 mil reais, destinados à 100 famílias da Capital (6 mil reais para cada), com a finalidade de auxiliar na entrada de financiamento de empreendimentos via faixa 1,5 (renda familiar entre 1600 a 2600 reais) e vem dar celeridade na melhoria da habitação de interesse social em nossa cidade.

Atualmente, a EMHA atende famílias em condições de extrema precariedade, na faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal (renda familiar de até 1800 reais). Esta é uma maneira inovadora de contribuir para que o cidadão consiga financiar a casa própria.

O sorteio das cotas para financiamento de casas e apartamentos deverá acontecer durante o próximo Feirão Habita Campo Grande, entre os dias 23 e 25 de agosto. O evento criado pela EMHA  disponibilizará à população diversos produtos  e serviços no segmento da habitação de interesse social.

Novo empreendimento 

Outro projeto que tramitou na Casa de Leis foi a desafetação da área destinada à construção de mais 288 apartamentos no Bairro Alves Pereira. O Residencial Nashville atenderá mais de 1000 cidadãos. O processo de desafetação é necessário para regularizar a área de 20,6 mil metros quadrados a fim de dar prosseguimento do processo para início da construção junto à Caixa Econômica, agente financeiro, a fim de receber o recurso de mais de 50 milhões de reais oriundo do Ministério das Cidades.

Por unanimidade, os dois Projetos de Lei foram aprovados pelo Legislativo Municipal. O vereador Carlão considerou imprescindível o apoio da Câmara ao prefeito Marcos Trad. “Tudo o que for para contribuir no trabalho do prefeito, a fim de melhorar o cenário da habitação, é válido”, considerou.

Para o vereador Wellington, a Casa de Leis tem o dever de ajudar o Executivo Municipal a encontrar soluções eficazes para sanar os problemas de moradia em Campo Grande. “São dois projetos de extrema importância para contribuir na diminuição do déficit habitacional. Por isso votei sim.”

Para o diretor-presidente da EMHA, Enéas Netto, o apoio da Câmara de Vereadores é vital para que o trabalho da pasta possa atender, de fato, às expectativas da população. “Após mais de 4 anos de nulidade em projetos habitacionais, nessa gestão temos o dever de apresentar soluções inovadoras e definitivas na habitação de interesse social. O apoio dos vereadores se faz presente e nos deixa mais conscientes de que nosso trabalho está na direção certa”, finalizou.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
PMCG - CORTESIA
tj ms agosto
SOLURB