21 de agosto de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Banner - Campanha Doe Sangue 09.08 até 16.08
INTERNACIONAL

Primeira remessa de vacina experimental contra ebola chega ao Congo

16 maio 2018 - 13h31
Ebola (Ahmed Jallanzo/EPA/Agência Lusa/ Direitos Reservados)/Ahmed Jallanzo/EPA/Agência Lusa/ Direitos Reservados
Ebola (Ahmed Jallanzo/EPA/Agência Lusa/ Direitos Reservados)/Ahmed Jallanzo/EPA/Agência Lusa/ Direitos Reservados

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vai utilizar uma vacina experimental na tentativa de conter o surto do vírus Ebola registrado na República Democrática do Congo. A primeira remessa, de 4 mil doses, chegou hoje (16) à região de Kinshasa e novos lotes são esperados já para os próximos dias. A expectativa da entidade é dar início à imunização o quanto antes.

 

Vacinação contra o vírus Ebola - Ahmed Jallanzo/EPA/Arquivo/Agência Lusa/ Direitos Reservados

Por meio de nota, a OMS informou que a dose em questão foi utilizada em diversos ensaios envolvendo mais de 16 mil voluntários na Europa, na África e nos Estados Unidos e se mostrou segura para o uso em humanos. A entidade ressaltou ainda que a vacina apresentou resultados altamente eficazes na proteção contra a doença.

A mesma vacina já havia sido utilizada pela organização na Guiné em 2015. A estratégia, este ano, é repetir a chamada vacinação em anel, onde todas as pessoas que tiveram contato com um novo caso confirmado de ebola são rastreadas e recebem a dose, no intuito de frear a transmissão do vírus.

A vacinação na República Democrática do Congo será conduzida pela OMS em parceria com os Médicos sem Fronteira e com o próprio Ministério da Saúde do país.

“A vacina contra o ebola é uma ferramenta adicional em nossa resposta ao surto”, declarou o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao destacar que a imunização será destinada à populações de alto risco que vivem em áreas afetadas pelo surto.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já tem seus candidatos para as eleições de 2018?

Votar
Resultados
VAZIO SANITÁRIO