16 de fevereiro de 2019 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAPITAL

Prefeitura realiza serviços emergenciais para solucionar problemas causados pela chuva

Moradores reclamam da falta de escoamento e do material asfáltico, que não suporta o volume de chuvas

13 fevereiro 2019 - 17h44
Outra área de atuação foi  o Córrego  Imbirussu, com a desobstrução de duas galerias que servem de travessia do córrego sob o trecho inicial da BR-262.
Outra área de atuação foi o Córrego Imbirussu, com a desobstrução de duas galerias que servem de travessia do córrego sob o trecho inicial da BR-262. - Divulgação

Desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13), equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) estão nas regiões mais atingidas pelas chuvas  que caíram durante a madrugada passada. Mesmo sob a garoa fina que caiu pela manhã, foi iniciado o trabalho de limpeza em avenidas como a Lúdio Coelho, e rotatória da Rachid Ned com a Ernesto Geisel, onde a força da enxurrada carregou muito barro e pedras, que desceram de vias transversais não pavimentadas (caso da Lúdio Coelho).

Por medida de segurança e orientação dos engenheiros da Secretaria, a Agetran ( Agência Municipal de Transporte e Trânsito) vai interditar a ponte sobre o Rio Anhanduí, no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel com a Rua Arquiteto Vilanova Artigas. Parte do gabião cedeu com a força da enxurrada e provocou desmoronamento parcial do aterro de umas das cabeceiras. Diante da possibilidade de voltar a chover, optou-se pela interdição, já que há possibilidade de afetar também a pista lateral.

Como alternativa, os motoristas poderão fazer a travessias pelas pontes nos cruzamentos das Avenidas Raquel de Queiroz e Ezequiel Ferreira. Provavelmente nesta quinta-feira, equipes da Sisep vão fazer um serviço emergencial para estabilizar o barranco. Quando as condições de tempo permitirem, será refeito o muro de gabião.

Outra área de atuação foi  o Córrego  Imbirussu, com a desobstrução de duas galerias que servem de travessia do córrego sob o trecho inicial da BR-262. Foram retirados galhos e troncos de árvores que caíram (ou foram jogados) no leito do córrego, reduzindo sua vazão, contribuindo o alagamento de algumas casas na Rua Rádio Maia, na Vila Popular. O mesmo serviço foi feito nos córregos Segredo e Cascudo, onde este material obstruiu a passagem da enxurrada.

Quando houver um período mais prolongado de estiagem, o trabalho será o de refazer os trechos do pavimento destruídos pela enxurrada. A chuva intensa destruiu parte do asfalto em ruas do Jardim Paraiso; na  Rua das Árvores (Bom Jardim); Rua da Paz; Frutuoso Barbosa e Américo Bais.

Camara Municipal
TJMS