14 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju dengue
INCLUSÃO

Prefeitura inicia curso de barbeiro e cabeleireiro para pessoas com deficiência

11 setembro 2018 - 15h28
400A3902 (Copy)
400A3902 (Copy)
FAMASUL - SENAR

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da SDHU (Subsecretaria dos Direitos Humanos) começou nesta terça-feira (11), mais um curso de barbeiro e cabeleireiro. Desta vez o diferencial está nos alunos que são pessoas com algum tipo de deficiência. Mas o interesse de aprender uma profissão supera todas as limitações de cada um dos alunos e alunas. Nesta etapa o curso vai atender três homens e sete mulheres.

O instrutor Marcos Rogério inicia o curso neste mês de setembro onde é celebrado o mês para a pessoa com deficiência.

“A gente vê que as pessoas com algum tipo de limitação é capaz de desenvolver outras habilidades e aprender mais uma profissão na vida. Eles vão ter uma profissão e a própria renda. No mês de dezembro estarão preparadas para trabalhar no salão de beleza ou numa barbearia”.

De acordo com o subsecretário da Subsecretaria dos Direitos Humanos, Ademar Vieira Júnior este é o primeiro de muitos cursos que será feito pela Subsecretaria.

“Os alunos terão apostilas e receberão todas as instruções necessárias para fazer um bom corte de cabelo. Este trabalho é mais do que uma qualificação e mostra que as pessoas com deficiência são capazes de desenvolver qualquer trabalho. Acreditamos nelas e estamos promovendo este curso”, comenta Ademar Júnior.

O coordenador de Apoio a Pessoa com Deficiência, David Marques destaca que uma pessoa que possui algum tipo de deficiência é capaz de desenvolver outras habilidades.

400A3913 (Copy)“Estamos começando com uma turma pequena, mas temos certeza que nos próximos cursos a sala estará cheia de alunos. O curso vai ser um sucesso e o desafio deles é superar as próprias dificuldades. Este mês ocorrerão varias ações da coordenadoria da pessoa com deficiência, por meio da SDHU, e o curso de cabeleireiro para pessoa com deficiência e um marco na gestão, que faz com que a inclusão da pessoa com deficiência, cada vez mais se fortaleça. Sabemos que o trabalho dignifica o homem e daqui sairão profissionais competentes para exercer esta função”, disse David.

Suzana Vieira foi a primeira a experimentar a fazer um corte de cabelo e está na expectativa de aprender a nova profissão.

“Nós temos toda a estrutura da SDHU. Vamos ter a apostila com todas as normas e estilos de cortes. Para nós é uma superação a mais e temos que agradecer a Prefeitura por esta oportunidade”, comentou Suzana.

O curso acontecerá na Subsecretaria dos Direitos Humanos todas as terças no período da tarde e terá duração de três meses.

Banner Whatsapp Desktop
Cornavirus
agecom - fullbanner