19 de outubro de 2018 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CAMPANHA SEGOV - HPV -
RÁDIO

Pesque-solte é liberado no rio Paraguai e PMA reforça fiscalização

A atuação estratégica inclui fiscalização na calha do Rio Paraguai e no entorno do Parque Nacional do Pantanal, no limite de Corumbá com Poconé (MT), conforme explicou o tenente coronel da PMA, Edmilson Queiroz

13 fevereiro 2018 - 08h05
A lei permite a estes ribeirinhos a captura de 3kg, ou um exemplar, respeitando as medidas permitidas. Esse peixe não pode ser comercializado
A lei permite a estes ribeirinhos a captura de 3kg, ou um exemplar, respeitando as medidas permitidas. Esse peixe não pode ser comercializado - Foto: Policia Militar Ambiental

http://www.ms.gov.br/wp-content/uploads/sites/150/2018/02/09.02.18-PESQUE-E-SOLTE-PORTAL.mp3

A pesca na modalidade pesque-solte está liberada no Rio Paraguai desde o dia 1º de fevereiro. Por isso a Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul já reforçou a fiscalização.

A atuação estratégica inclui fiscalização na calha do Rio Paraguai e no entorno do Parque Nacional do Pantanal, no limite de Corumbá com Poconé (MT), conforme explicou o tenente coronel da PMA, Edmilson Queiroz.

O Coronel reforçou que à exceção do pesque-solte, a única pesca permitida neste período, na Bacia do Rio Paraguai e nos rios de domínio do Estado de Mato Grosso do Sul da Bacia do Paraná, é a pesca de subsistência praticada pelas comunidades tradicionais e que por isso os outros pontos continuarão sendo monitorados.

A lei permite a estes ribeirinhos a captura de 3kg, ou um exemplar, respeitando as medidas permitidas. Esse peixe não pode ser comercializado.

A PMA alerta também que Todos os pescadores, em qualquer período, inclusive, aqueles que vão praticar o pesque-solte, precisam tirar suas licenças de pesca. A falta de licença acarreta em multa administrativa de R$ 300,00 a R$ 10.000,00, além de apreensão de barco, motores e materiais de pesca. A licença pode ser obtida pelo site www.imasul.ms.gov.br.

 

 

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você é a favor de punição para quem compartilha fake news?

Votar
Resultados
FullBanner - Campanha do TJMS – SEMANA NACIONAL DA RECONCILIAÇÃO